O Pastor Anderson do Carmo foi morto na madrugada de domingo (16). Ele era casado com a Deputada Flordelis, 58 anos, e tinha 55 filhos com a mesma, sendo 51 adotados e 4 biológicos.

Um depoimento dado por um dos filhos do casal, nesta quinta-feira (20), pode vir a complicar a vida da Deputada, que alegava que o marido havia sido morto após um roubo. No depoimento dado por esse filho da Deputada, que não teve seu nome revelado, ele afirma que tem a suspeita do envolvimento de sua mãe e de mais três irmãs no crime que tirou a vida do Pastor.

O rapaz disse à polícia que a mãe e essas três irmãs colocavam remédios na alimentação de Anderson do Carmo, o que levava o mesmo a ter muitos problemas de saúde. Ele afirma ainda que o pai o teria mostrado uma ameaça de morte que recebeu no mês de fevereiro.

Segundo o jovem, uma dessas irmãs teria oferecido a Lucas, de 18 anos, uma quantia de R$ 10 mil para tirar a vida do pai. Ele afirma que o mesmo não se encontrava na casa na hora do crime, mas teria sido ele quem comprou a arma usada para executar o pastor.

Sobre a noite do crime

De acordo com o rapaz, na noite do assassinato do Pastor, não houve barulho, confusão ou mesmo moto fugindo no momento em que o crime ocorreu. Ele afirma ter visto o irmão Flávio, de 38 anos, ao lado do corpo ensanguentado do pai logo após o crime.

O rapaz afirma que viu o mesmo pegar uma mochila de couro e o celular do pastor. Ele ainda diz no depoimento que o irmão Flávio teria entregado o celular de Anderson para a mãe Flordelis.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos

O celular de nenhum deles foi encontrado ainda: nem o da vítima, nem o da Deputada, nem o de Flávio. A mochila que a testemunha diz ter visto o irmão pegar também não foi encontrada pela polícia.

Segundo o depoimento do rapaz, a mãe Flordelis já teria afirmado que "a hora do pai estava chegando". A testemunha afirma que o comportamento de desespero dos parentes durante o velório do Pastor Anderson não passava de um "grande teatro". A assessoria da Deputada Fordelis afirmou que a mesma não vai se pronunciar sobre o assunto.

Prisão temporária

Dois filhos da Deputada Flordelis já estão presos desde o começo da semana por possuírem mandatos de prisão em aberto na justiça por outros crimes. Lucas foi preso por ter envolvimento com o tráfico de drogas, enquanto ainda era menor de idade, já Flávio tinha um mandato em aberto por violência doméstica.

Nesta quinta-feira (20), a justiça do Rio de Janeiro aceitou o pedido da Polícia Civil e determinou a prisão temporária dos dois irmãos por envolvimento na morte do pai.

Essa decisão foi tomada após a investigação ter realizado uma acareação entre os dois para esclarecer os detalhes do assassinato do Pastor Anderson do Carmo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo