A família da Deputada Flordelis, 58 anos, está passando por um momento difícil após a morte do seu marido, o Pastor Anderson do Carmo, 42. O Pastor e Presidente do Ministério Flordelis, localizado em São Gonçalo/RJ, foi assassinado por volta das 4 horas da madrugada de domingo (16), quando chegou em casa com sua esposa. O casal estava retornando de uma confraternização e quando entravam em casa, Anderson voltou à garagem e foi surpreendido pelos bandidos que o balearam.

No enterro do pastor, no fim da manhã desta segunda-feira (17), os policiais pediram para fechar os portões do cemitério e começaram a procurar um dos filhos da deputada nos carros presentes. Eles localizaram Flávio, filho biológico do casal, e o levaram para a delegacia para prestar depoimento a respeito do assassinato do seu pai no último domingo (16).

Além de ser suspeito de ter envolvimento na morte do pai, Flávio tem um mandato de prisão em aberto por ter cometido violência doméstica, crime amparado pela lei Maria da Penha.

A esposa de Flávio desmaiou ao ver o marido ser preso.

A Deputada Flordelis pediu para que os policiais não prendessem seu filho naquele momento. Ele passou o velório e enterro todo ao lado da mãe. Ao ver o filho ser preso, a deputada Flordelis desabafou. "Isso é uma grande mentira, uma inverdade. É especulação. Não vou permitir que ninguém acuse nenhum dos meus filhos sem ter provas", disparou.

O Governador do Rio de Janeiro já havia informado na manhã desta segunda que segundo o Secretário de Segurança do Estado, um dos filhos do casal estava sendo investigado como suspeito de ter participado na morte do Pastor Anderson.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Linha de investigação

A Polícia está trabalhando diligentemente para solucionar a morte do Pastor Anderson. A hipótese de ter ocorrido um latrocínio, que é o roubo seguido de morte, está quase que descartada. Como os cães da residência não reagiram ao ver os bandidos entraram na casa, os policiais estão trabalhando com a hipótese do crime ter sido cometido por alguém conhecido ou próximo da família. Além do mais, os investigadores trabalham com uma possível execução, causada por uma desavença com o marido da deputada teve com um membro da família.

Essa desavença teria sido causada por dinheiro.

Durante os depoimentos recolhidos no domingo para esclarecer a morte de Anderson, um outro filho do casal de 17 anos foi apreendido pela polícia. O jovem tinha um mandado aberto por causa de tráfico de drogas. O rapaz estaria inclusive devendo uma arma que pegou com traficantes. O uso de drogas por parte desse rapaz já teria sido motivo de brigas entre ele e os pais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo