As polêmicas envolvendo aliados do governo continuam a todo o “vapor” dentro do PSL (Partido Social Liberal) e nas redes sociais. Desta vez a discussão envolveu o senador Major Olímpio (PSL-SP) e o vereador Calos Bolsonaro (PSC-RJ). O caso aconteceu no Twitter, ao longo deste último domingo (13). Is dois trocaram insultos pela tarde por conta de uma postagem do filho do presidente, Jair Bolsonaro (PSL-RJ).

Durante o “bate-boca” na rede social, o senador Olimpio citou uma frase do Capitão Nascimento, do filme Tropa de Elite, o qual chama um adolescente de “moleque”. Tudo começou quando o filho de Bolsonaro insinuou alguma coisa sobre o choro de Olímpio quando seu pai (Jair Bolsonaro) sofreu o atentado na campanha eleitoral de 2018.

Ainda, Carlos Bolsonaro chamou o senador de “bobo da corte”, e acrescentou absurdos da gestão de Olímpio no senado. Major Olimpio respondeu que o povo não elegeu principado.

Ainda, por sua vez, disse que compreende a baixa (estima) e o desespero de Carlos e, ao terminar a última mensagem, disse que não cairá nas provocações de “moleque”. Em entrevista para o site do UOL, Major Olímpio acusa outro filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), de participar de uma espécie de “conspiração” para minar o partido, e tomar o controle do mesmo. Tanto o senador, quanto o deputado, estão disputando o controle da legenda em São Paulo.

O líder do PSL no Senado Federal, Olímpio também defende que o seu companheiro de bancada, o senador Flavio Bolsonaro (PSL-SP), saia do partido.

Desde quando houve a denúncia que Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, teve movimentações atípicas em sua conta quando trabalhava no gabinete do então deputado estadual do Rio de Janeiro.

O vereador Carlos Bolsonaro já escreveu uma crítica nas redes sociais ao Major Olímpico na última terça-feira (8), quando o senador disse que uma suposta saída do presidente da legenda seria como morar sozinho e fugir da sua casa.

Major Olímpio pede para internar Carlos Bolsonaro

O senador Major Olímpio, em entrevista ao jornal O Globo, disse que recomendaria que o presidente Bolsonaro internasse o filho Carlos. Olímpio diz que os filhos do presidente são autores de “molecagens irresponsáveis” que derrubaram um ministro e continuam arrebentando os fiéis ao Governo, e também os aliados do presidente.

Disse, ainda, para completar, que não vai se intimidar por ser um dos filhos de Bolsonaro.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!