Após o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ser recebido e abençoado pelo papa Francisco na tarde desta quinta-feira (13), no Vaticano, o deputado federal Luiz Philippe de Orléans e Bragança (PSL-RJ) decidiu se manifestar e ressaltar suas conclusões sobre o acontecido.

De acordo com o trineto de dom Pedro 2º, a igreja é “comunista”. O político disse que a esquerda, em toda a história, sempre combateu a igreja, a aristocracia e também os militares. De acordo com suas conclusões, nos dias de hoje não existem mais aristocratas, os militares viraram sociais-democratas e a igreja é comunista.

Abençoado pelo papa

Lula chegou até mesmo a ser abençoado pelo Pontífice. A conversa entre ambos foi marcada por algumas pautas específicas, incluindo assuntos que envolviam a Amazônia e o panorama político da América do Sul. De acordo com as declarações do petista ao chegar à Itália, ele está disposto a aprender com o sacerdote, dizendo que foi ao encontro do papa para poder ouvi-lo.

É notória uma enorme preocupação vinda do papa Francisco nas questões da Amazônia, com o mesmo expressando sobre o caso em seus últimos tuítes em sua conta oficial.

As declarações do anfitrião estavam focadas nas atuais devastações que estavam ocorrendo por consequência dos incêndios, bem como as ameaças envolvendo os nativos do local (povos indígenas).

De acordo com informações passadas pelo Partido dos Trabalhadores (PT), o ex-presidente aproveitou a viagem até a Itália para poder conversar com alguns líderes políticos locais, incluindo eles o atual secretário do Partido Democrático, chamado Nicola Zingaretti, e também Massimo D’Alema, o ex-primeiro-ministro que foi a visita de Lula durante a estadia do político na prisão.

Lula também teve um encontro em uma entidade similar à CUT, denominada CGIl.

O petista chegou ao Vaticano por volta de 15h30. Toda a reunião durou aproximadamente uma hora.

Atualmente, Lula está em liberdade por conta da espera de seu julgamento dos processos que foi condenado em segunda instância envolvendo o polêmico caso do triplex de Guarujá, cidade costeira localizada nos arredores de São Paulo.

O político conseguiu o adiamento do interrogatório marcado da Operação Zelotes, que agora será no dia 19 de fevereiro. Com isso, Lula conseguiu encontrar o papa Francisco para conversar sobre a fome e a desigualdade presentes no mundo.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!