O Presidente da República, Jair Bolsonaro, comparou nesta terça-feira (17) o coronavírus com uma gravidez. Segundo palavras do mandatário através de uma coletiva de imprensa, o vírus que se espalhou pelo mundo nas últimas semanas iria chegar ao Brasil de qualquer forma.

"É como uma gravidez, uma hora vai nascer a criança", disse o presidente. "O vírus um dia ia chegar ao Brasil e acabou chegando", disse Bolsonaro.

Bolsonaro vai revelar seu teste para a Covid-19

Nesta terça-feira, no Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro também revelou que irá noticiar sem problemas o resultado do seu último teste para o coronavírus, que foi realizado ao longo do dia.

Ainda em Brasília, Bolsonaro recebeu cânticos e orações de pessoas pró-governo, mas o presidente preferiu não se aproximar dos apoiadores porque, segundo ele, poderiam chamá-lo de inconsequente caso adotasse essa ação.

"Estou evitando chegar muito perto. Vai sair mais um exame meu, vão me chamar de inconsequente", contou.

A preocupação é econômica

Em seu discurso no Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou mais uma vez que o momento é para manter a calma e não para as pessoas 'ficarem malucas e histéricas'.

"Não pode ter histeria. Se for ter histeria, todo mundo ficar maluco, as consequências vão ser as piores possíveis. Tem lugar que tem saque ocorrendo, isso pode vir para o Brasil", disse Bolsonaro.

Além da histeria, o mandatário se diz preocupado com a questão econômica do país e pede que a população fique calma mediante ao surto de coronavírus.

"Se o pânico chegar no meio da população, tudo fica pior.

Estamos preocupados com a situação da população, mas também com a econômica", contou.

Brasil registra primeira morte por coronavírus

Apesar de Jair Bolsonaro pedir que não haja histeria, as pessoas no geral se mostram preocupadas com a epidemia. Hoje, o Brasil registrou a primeira morte causada pela Covid-19. Um idoso de 62 anos que residia no estado de São Paulo veio a óbito por conta do vírus.

Atitudes de Bolsonaro divide o país

Em meio a uma grande preocupação por conta do coronavírus, os brasileiros debateram nas últimas horas sobre as atitudes tomadas por Jair Bolsonaro nos últimos dias e pelas falas do presidente. Hoje, duas hashtags que estavam entre as mais citadas no Twitter falavam a respeito do mandatário brasileiro. A primeira delas diz #BolsonaroNaoEmaisPresidente, fazendo alusão um vídeo compartilhado nas redes sociais onde um haitiano critica Bolsonaro.

A segunda hashtag é a favor de Jair Bolsonaro.

Apoiadores do atual governo brasileiro se manifestaram no Twitter através da hashtag #RespeitemOPresidente.

Não perca a nossa página no Facebook!