A deputada estadual por São Paulo Janaina Paschoal (PSL) fez duras criticas ao Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em discurso na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) e pediu para ele ser retirado do cargo de presidente. Esse pedido tem relação com a atitude de Bolsonaro de cumprimentar manifestantes durante os protestos do último domingo (15), que, para ela, está caracterizado como um crime de saúde pública em meio à pandemia do coronavírus.

O presidente Bolsonaro recebeu recomendações para se isolar até fazer novos testes de integrantes da sua comitiva que se encontraram com o presidente americano, Donald Trump, nos Estados Unidos, no último dia 7 de março.

Alguns membros dessa comitiva realizaram os testes com resultado positivo.

Segundo a deputada, em seu discurso, as próprias autoridades têm o poder e também o dever cívico de tomar devidas providências para se evitar um desastroso dano.

Caso não procedam dessa forma, essas mesmas pessoas devem responder por esses atos. Tanto essa culpa será atribuída ao governador de São Paulo, quanto ao presidente da República, porque o que fez Bolsonaro nesse domingo (15) é uma atitude inadmissível e até mesmo injustificável, na visão da deputada.

A deputada ainda apontou que o ato está dentro do crime de saúde pública, e Bolsonaro desautorizou a ordem do seu próprio ministro da Saúde. Ainda, Janaina pediu que o vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB), assuma a chefia do Executivo Federal.

Segundo ela, Mourão é um homem treinado para a defesa e condução da nação.

A deputada, segundo a Folha de S.Paulo, também fez duras críticas ao governador de São Paulo, João Doria Jr (PSDB). Segundo a avaliação dela, o governador não tomou medidas cabíveis dentro do estado contra o coronavírus. Se houver um colapso no sistema de saúde do Estado de São Paulo, Doria deve perder o cargo, disse ela.

A deputada Janaina Paschoal também foi cotada para ser vice da chapa de Bolsonaro, mas desistiu, alegando questões pessoais. Janaina, que também é advogada, foi uma das autoras do impedimento que cassou o mandato da presidente Dilma Rousseff (PT)

Olavo de Carvalho ataca Janaina Paschoal

Depois das críticas que a deputada estadual teceu à atitude de Bolsonaro no último dia 15, o astrólogo Olavo de Carvalho fez uma crítica a ela em seu Facebook.

Conhecido por causar polêmicas e críticas “ácidas”, Olavo vem defendendo o governo e suas atitudes.

O comentário se deu porque a deputada, em seu discurso na última segunda-feira (16), criticou a atitude de Bolsonaro de cumprimentar pessoas que estavam na manifestação no dia 15 de março.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página PT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!