Em suas redes sociais, o presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) escreveu nesta última sexta-feira (13) que seu exame para detectar se está com o coronavírus deu negativo. Bolsonaro realizou o exame na quinta-feira (12), no mesmo dia que o secretário de Comunicação Social do seu governo, Fábio Wanjngarten, que fez o teste e deu positivo.

Na sua live em suas redes sociais, Bolsonaro apareceu com máscara.

O secretario Wajngarten participou da comitiva presidencial nesta mesma semana em viagem para Flórida, Estados Unidos.

Outras pessoas que fizeram parte da comitiva também se submeteram ao teste da doença. Essa comitiva encontrou o presidente americano, Donald Trump, que jantou junto com Bolsonaro e sua comitiva. O secretário pousou para várias fotos com o presidente Trump.

Nessa quinta-feira, logo depois que soube que um dos membros da comitiva presidencial ao Estados Unidos está com a presença do vírus, o presidente americano disse não estar preocupado, mesmo que Bolsonaro esteja sob vigilância do vírus.

Trump disse que eles jantaram juntos no Mar-a-lago (Flórida), com a comitiva inteira.

Não sabe se o secretario de comunicações estava no local. Porém, não viu nada de anormal no evento e tiveram uma ótima conversa sentados um perto do outro. Ele acredita que todos os membros da comitiva estão sendo submetidos aos testes. Terminou a mensagem dizendo que não está preocupado.

Além do presidente Bolsonaro e sua família, vários políticos e membros do governo que foram nessa viagem aos Estados Unidos no sábado (7), foram fazer os devidos exames para saberem se estão com o coronavírus, na sua nova versão.

Nas redes sociais, a primeira-dama Michelle Bolsonaro, o ministro Augusto Heleno e o deputado e filho do presidente Eduardo Bolsonaro também confirmaram ter dado negativo no exame.

Wajngaten com coronavírus

Fábio Wajngaten, secretario de Comunicação da Presidência, disse nessa última sexta-feira (13), que não tem nenhum problema se o seu teste deu positivo. Ainda disse, que além de dar positivo, ele também está bem.

O secretário foi o primeiro caso confirmado entre a cúpula do governo Bolsonaro.

Declara Fábio, que na realidade, se uma pessoa tiver uma máscara boa e manter sempre as noções básicas de higiene, a pessoa está se precavendo muito. Ainda disse, que não se trata em ser rico ou pobre, mas cumprir o protocolo recomendado e todo mundo vai sair imunes.

Foi perguntado ao secretário sobre publicações dizendo que os exames do presidente derem positivo, Wajngaten disse ser só boato.

Disse que a equipe de comunicação já tinha soltado ser uma notícia falsa. Porque, isso veio do Brasil mesmo, um site deu a notícia sem antes ter o resultado. Segundo ele, o Brasil vive um surto de “fofocas” que acaba virando notícia. O governo desmente e fica como se ele (o governo) estivesse atacando a imprensa.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página WhatsApp
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!