Nessa segunda-feira (1º), o Governo federal nomeou o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Marcelo Lopes da Ponte, que anteriormente era chefe de gabinete do senador Ciro Nogueira, foi escolhido para ocupar o cargo em questão.

De acordo com informações veiculadas pelo G1, Nogueira é um dos principais nomes do PP no Congresso, sigla esta que faz parte do chamado Centrão. Ponte, por sua vez, seria o seu homem de confiança. Há alguns meses, a gestão do presidente Jair Bolsonaro tem realizado uma aproximação dos políticos de centro.

Também segundo o site citado, essa aproximação estaria acontecendo através do oferecimento de cargos, que têm como objetivo conseguir maior apoio para Bolsonaro no Congresso Nacional.

Conforme os fatos expostos pelo G1, o Centrão atualmente reúne uma série de partidos de centro-direita e é conhecido por sua disposição a negociar em troca de cargos e, assim dar sustentação ao governo no âmbito do parlamento.

É válido destacar ainda que Jair Bolsonaro está tentando construir uma base política com esse tipo de articulação. Entre outras coisas, a formação dessa base pode impedir que um processo de impeachment contra ele seja aberto.

Assim, é possível afirmar ainda que a nomeação de Marcelo Lopes da Ponte chegou a ser publicada no Diário Oficial da União dessa segunda-feira. Ela chegou a ser assinada por Walter Braga Neto, o ministro da Casa Civil. Além disso, a exoneração da antiga presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Karine Silva dos Santos, também chegou a ser publicada.

Ainda no dia 19 de maio, segundo informações do G1, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, havia se reunido com Pontes para tratar a respeito do calendário do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Muitos setores ligados à educação cobravam que a prova, que assegura o ingresso no Ensino Superior, fosse adiada devido à pandemia do novo coronavírus, que acabou por fazer com que as escolhas ficassem fechadas boa parte do ano.

Além de Pontes e Weintraub, o deputado Arthur Lira também estava presente na reunião em questão. Atualmente, Lira é considerado um dos líderes do Centrão.

Para além do cargo no FNDE, também foram entregues aos políticos de centro-direita cargos importantes em órgãos como o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs).

Programas executados pelo FNDE

É possível afirmar que o FNDE é responsável por uma série de programas. Ele é uma das autarquias do Ministério da Educação e possui um orçamento de R$ 55 bilhões. Esse fundo responde pela execução de programas como o Programa Nacional do Livro e Material Didático (PNLD), Programa Nacional de Alimentação Escolar Infantil (PNAE) e também pelo Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância).

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!