O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) levou uma bicada de uma ema na tarde desta segunda-feira (13), no Palácio da Alvorada, e o perfil de humor criado nas redes sociais para a cobra naja que picou um estudante de veterinária e suposto traficante de Animais em Brasília prestou solidariedade à ave.

Devido à contaminação pelo novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro está em isolamento no Palácio da Alvorada. Nesta tarde de segunda-feira, ele deu uma caminhada na parte externa do palácio para seu banho de sol, algo que faz parte de sua rotina diária durante este período em que precisa ficar de quarentena.

Enquanto caminhava no jardim do lar residencial, Bolsonaro se deparou com algumas emas e decidiu alimentar uma das aves, que não reagiu muito bem e acabou bicando o presidente da República.

Perfil da Naja

Um perfil oficial criado para a cobra naja que picou o estudante de veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, também na capital federal, intitulou o ocorrido de "A revolução dos bichos 2020". O termo tomou conta do twitter e foi usado por vários perfis diferentes.

A Naja acabou ficando famosa, virando um grande fenômeno nas redes sociais após levar Pedro Henrique ao coma depois de picá-lo. O jovem estudante, que não tinha autorização para manter animais exóticos em cativeiro, está sendo investigado pela polícia.

O perfil de humor da "naja de Brasília" prestou solidariedade à sua colega. A postagem dizia "espero que minha amiga fique bem", afinal o presidente Jair Bolsonaro está contaminado com o novo coronavírus.

Jair Bolsonaro

Ao contrário do que aconteceu com o estudante de veterinária que acabou em coma devido ao veneno mortal transmitido através da picada da cobra naja, o presidente Jair Bolsonaro e a ave passam bem.

Toda a situação não passou de um susto, e Jair Bolsonaro não sofreu nenhum ferimento grave. Igo Estrela, fotógrafo do Metrópoles, flagrou as imagens do episódio.

Piadas como a ave passa bem ou essa Ema é antifascista ganharam os holofotes do início da semana nas redes sociais. Postagens no Facebook, Twitter, Instagram e um artigo do blog do Esmael dizem que o presidente Bolsonaro apelidou a ave de "Gleise" e a chamou de ema comunista.

Feminismo animal

Um tuíte ironizando a situação, postado por Debora Diniz, menciona que Bolsonaro teve uma amostra de feminismo bem no seu quintal.

Mencionando que não acredita que seja um conhecimento do presidente, Debora fala sobre a devassidão sexual das emas-fêmeas e de como elas gostam de copular, e como a ave não tem interesse em ficar faxinando o ninho ou cuidar de seus filhotes. "Isso sim, é feminismo no seu quintal" tuitou.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Animais
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!