As polêmicas envolvendo a família Bolsonaro não acabam e sim aumentam a cada dia. O youtuber Eduardo D'Castro, primo da primeira-dama, fez uma postagem no stories em seu perfil do Instagram acusando Michelle Bolsonaro de não ter prestado assistência a sua avó materna durante o período em que esteve internada.

Maria Aparecida Firmo Pereira morreu na última quarta-feria e Eduardo, logo em seguida, publicou um texto na rede social se mostrando indignado e "agradecendo" a prima por não ter feito nada para ajudar a avó, mesmo tendo tanto poder e influência, além de envolvimento em vários projetos sociais.

Ele disse também que tem "muitas coisas a falar" sobre a prima e pontuou uma mudança na personalidade de Michelle ao dizer "Triste em ver quem você se tornou. Não reconhecemos mais você."

Resposta de Michelle Bolsonaro

Ao que tudo indica, Michelle ficou extremamente irritada com a exposição pois, algum tempo após a primeira postagem, Eduardo publicou novamente no Instagram um print com uma resposta supostamente atribuída à conta oficial da primeira-dama. Nela, Michelle supostamente afirma que irá processar o primo, diz que ele deveria rever a postura dele na acusação, xinga e finaliza alertando "Cuidado!".

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República afirmou em nota divulgada na quinta-feira (13), pela manhã, que Michelle Bolsonaro lamenta que alguns parentes tratem um momento de dor com "oportunismo e desrespeito" ao sofrimento de todos.

Avó vítima da Covid-19

Maria Aparecida Firmo Ferreira, avó da primeira-dama Michelle Bolsonaro, morreu aos 80 anos na madrugada da última quarta-feira (12).

Ela estava internada no Hospital Regional de Santa Maria, no Distrito Federal, desde o dia 1º de julho, quando passou mal e foi encontrada desacordada na rua por vizinhos.

Maria Aparecida chegou a sair da intubação no dia 20, mas retornou no dia 30 e veio a óbito dias depois apresentando insuficiência respiratória aguda hipoxêmica causada devido a um quadro de pneumonia viral por Covid-19.

Primeira-dama testa positivo

Lembrando que Michelle e Jair Bolsonaro (sem partido) também testaram positivo para o coronovavírus, além de oito ministros do Governo.

A primeira-dama não apresentou sintomas, mas optou por seguir todos os protocolos para tratamento da doença.

Já o presidente Jair Bolsonaro realizou três testes que apresentaram o resultado positivo para a Covid-19, sendo que o terceiro teste foi feito duas semanas após os dois primeiros.

Segundo Evaldo Stanislau, médico infectologista do Hospital das Clínicas da USP, alguns pacientes podem apresentar o teste positivo até cinco semanas após o primeiro diagnóstico, mas não quer dizer que o vírus esteja ativo ou que a pessoa irá transmitir.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!