A grande repercussão nacional e internacional da atitude do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao dizer a um repórter do jornal O Globo que estava com vontade de encher a boca dele de porrada acabou resultando em postagens com legendas falsificadas por apoiadores do presidente, na intenção de justificar a sua atitude.

O vídeo foi compartilhado inicialmente no Twitter, a mais utilizada por Bolsonaro e sua família, assim como apoiadores. O grupo de bolsonaristas utilizou a gravação e falsificaram uma legenda, onde dizia que o presidente reagiu após ser provocado pelo profissional, que disse que iria visitar a sua filha na cadeia, o que não aconteceu e não passa de uma fake news.

Áudio

Apesar da falsificação das legendas é possível ouvir claramente o que diz o áudio.

Durante o evento, um homem que estava no local, apoiador de Jair Bolsonaro, o convida para fazer uma visita à "feirinha da Catedral". A frase nem sequer foi dita por um dos repórteres. Tudo aconteceu no último domingo (23), enquanto o presidente realizava uma visita à Catedral de Brasília.

Compartilhamentos

O vídeo com a legenda falsa foi fortemente compartilhado por apoiadores de Bolsonaro, na tentativa de amenizar a reação hostil do presidente que acabou viralizando. O material foi compartilhado por sites e blogs, entre eles o Terra Brasil e Senso Incomum. Apesar de reconhecerem que o material não era verídico, apenas o Senso Incomum retirou a publicação do ar.

Jair Bolsonaro e seu filho, Eduardo Bolsonaro, também postaram o vídeo em seus perfis no Twitter.

No entanto, eles divulgaram o material original sem a falsificação de legenda. Ambos usaram o versículo bíblico "E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará", uma das menções usadas por Bolsonaro durante sua campanha eleitoral.

'Cabra Macho'

Um dos apoiadores de Jair Bolsonaro usou o vídeo com a legenda falsa para elogiar o presidente que, de acordo com ele, é um homem de verdade e justificou que um "cabra macho", ao ver sua mulher ser exposta e acusada, resolve as coisas sim e reage dessa forma e que ele teria dito que a vontade era encher a boca do repórter de porrada, porque Bolsonaro seria, nas palavras do apoiador, um "cabra macho."

O criador do conteúdo falso não foi descoberto, pois a autora da postagem inicial afirma ter apagado o material assim que recebeu comentários questionando a legenda e avisando que a informação era falsa.

Questionamentos

A ameaça do presidente Jair Bolsonaro ao repórter continua em alta nas redes sociais. Em apoio ao jornalista, internautas continuam postando a pergunta que não quer calar: "Porque a primeira-dama Michelle Bolsonaro recebeu R$ 89 mil em cheques de Fabrício Queiroz?".

A atitude também repercutiu internacionalmente.

Vários sites e jornais do mundo comentaram o ocorrido.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Corrupção
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!