O incidente entre o presidente Jair Bolsonaro com um repórter do jornal O Globo causou indignação entre representantes da sociedade civil, como artistas, repórteres, parlamentares de oposição e entre outros. O fato ocorreu neste domingo (23) e, na ocasião, o repórter teria questionado o presidente sobre depósitos de R$ 89 mil na conta bancária de Michelle Bolsonaro.

De forma hostil o presidente se recusou a responder à pergunta e começou a fazer ameaças ao jornalista dizendo: “vontade é encher tua boca na porrada”. A fala do presidente acabou vazando para as redes sociais e, de imediato, alguns internautas começaram a fazer uma campanha no Twitter com as palavras “Presidente @jairbolsonaro, por que sua esposa Michelle recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?”, acompanhado da hasghtag ''Responde Bolsonaro''.

O Palácio do Planalto preferiu não se manifestar sobre o assunto, enquanto as instituições da imprensa condenaram o incidente e cobraram entidades ligadas aos poderes Judiciário e Legislativo tomem atitude em relação às ameaças do presidente.

Bolsonaro publica vídeo nas redes sociais após caso

Mais tarde, após o incidente envolvendo o repórter, Bolsonaro publicou um vídeo nas redes sociais no qual ele aparece acompanhado de um pequeno grupo de apoiadores. Entretanto, o presidente também foi bastante criticado por promover mais um ato envolvendo aglomeração de pessoas. Vale ressaltar, inclusive, que o Brasil registra mais de 114 mil mortes causadas pela Covid-19.

A alegação de Bolsonaro ter emprestado R$ 40 mil a Queiroz não foi suficiente para esclarecer os depósitos na conta da primeira-dama.

Queiroz foi indiciado por ser o principal suspeito de articular um suposto esquema de rachadinhas envolvendo o Flávio Bolsonaro, filho do presidente, quando o atual senador era deputado estadual no Rio de Janeiro.

Repasses a Michelle Bolsonaro

Ainda de acordo com as investigações do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), constatou-se que Michelle Bolsonaro recebeu depósitos que totalizaram R$ 89 mil entre os anos de 2011 a 2016.

As transações foram realizados por Fabrício Queiroz e sua esposa Márcia Queiroz.

Partidos da oposição reagem após ameaças

A conduta do presidente Jair Bolsonaro após hostilizar mais uma vez um representante da imprensa acabou gerando críticas por parte dos parlamentares da oposição. Em nota, o PSDB afirmou que a hostilidade do presidente com a imprensa desrespeita a liberdade de expressão, ressaltando que a atitude do chefe do poder executivo não condiz com o cargo o qual ele ocupa.

Questionada sobre as palavras de Bolsonaro, a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), desafeta do presidente, considerou como gravíssimos os ataques do presidente da República aos profissionais da imprensa. Em nota, Maria do Rosário explica que tal atitude não pode ser aceita dentro de uma sociedade democrática.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!