Uma nova pesquisa divulgada nesta quinta-feira (22) pelo Instituto Datafolha apontou uma mudança no cenário na corrida pela prefeitura de São Paulo. O levantamento apontou uma subida do atual prefeito, Bruno Covas (PSDB), que agora lidera as pesquisas, ficando à frente de Celso Russomano (Republicanos), que segue tendo vertiginosa queda.

A pesquisa também mostrou um crescimento de Guilherme Boulos (PSOL) e do ex-governador Márcio França (PSB), que também estão com dois dígitos nas intenções de voto. A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 21 de outubro e ouviu 1.204 eleitores, com 16 anos ou mais.

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os números

De acordo com a pesquisa, o atual prefeito Bruno Covas aparece com 23% das intenções de voto, 2% a mais do que a pesquisa divulgada no dia 8 de outubro e 3 a mais do que o levantamento divulgado em 23 de setembro.

Já o candidato Celso Russomano vem confirmando sua tendência de queda e pela primeira vez aparece em segundo lugar, tendo agora 20% das intenções de voto, queda de sete pontos em relação à pesquisa anterior. No último levantamento ele ainda aparecia em primeiro, com 27%, e no final de setembro contava com 29% da preferência do eleitorado.

A pesquisa também mostrou um crescimento de outros dois candidatos, o que acirra bastante a briga por um lugar no segundo turno.

Guilherme Boulos, que antes tinha 12% das intenções de voto, subiu dois pontos percentuais, aparecendo agora com 14%. Já Márcio França saiu dos 8% e agora aparece com 10%. Levando em conta a margem de erro, ele aparece empatado tecnicamente com o candidato do PSOL.

Um ponto longe dessa disputa pelo segundo turno aparece o candidato do Patriota, o deputado estadual Arthur do Val, conhecido como Mamãe Falei, que conta com 4% das intenções de voto, mesmo percentual de Jilmar Tatto, candidato do PT.

A deputada Joice Hasselmann (PSL) conta com 3%. Os votos brancos, nulos e eleitores que disseram que não votarão em nenhum deles totalizam 13%, enquanto 3% declaram não saber em quem votar.

Na pesquisa espontânea, quando não é apresentada ao entrevistado uma lista de candidatos, Bruno Covas aparece com 13%, contra 11% de Russomano, 11% de Boulos e 5% de Márcio França.

Russomano é o mais rejeitado

A pesquisa também apontou qual é o candidato mais rejeitado pelo eleitorado paulistano e Celso Russomano foi apontado por 38% dos eleitores, que responderam que não votariam nele de jeito nenhum. Já a deputada Joice Hasselmann conta com 33% da rejeição do eleitor, seguida de Levi Fidelix (PRTB), 26%, Bruno Covas, 25%, e Guilherme Boulos, 24%. Como os entrevistados puderam apontar mais de um nome, a soma total ultrapassa os 100%.

Siga a página Eleições
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!