Um rapaz de 21 anos é suspeito de matar o padrasto, de 48 anos, a facadas após uma discussão entre a vítima e a esposa, no último domingo (7), no centro de Campo Bom, no Rio Grande do Sul. De acordo com os agentes que atenderam a ocorrência, por volta das 21h, o casal teria iniciado uma discussão e a mulher acabou sendo agredida pelo homem. Observando toda a situação, o jovem para tentar defender a mãe, acabou apanhando uma faca e acertando dois golpes contra Fábio Leandro da Silva, que acabou caindo ferido no quarto da residência da família.

O homem chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Lauro Réus com a chegada da Polícia Militar ao local, mas acabou não resistindo à gravidade dos ferimentos e morreu na unidade de saúde pouco tempo depois de dar entrada.

Conforme os agentes civis, a polícia irá aguardar a conclusão do laudo cadavérico de Fábio para que os investigadores possam entender melhor o que pode ter acontecido durante a discussão.

Durante as investigações, a polícia também irá confrontar os depoimentos do enteado e da esposa. O laudo da necropsia do corpo deverá ficar pronto em um período de 30 dias pelo Instituto Geral de Perícias (IGP). Ele poderá apontar se houve algum tipo de lesão na vítima antes dela ser golpeada, em quais circunstâncias aconteceram e também se a vítima estava sob o efeito de bebidas alcoólicas na hora do ocorrido, como relataram algumas testemunhas no caso.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

O caso está sendo tratado como homicídio doloso

Ainda segundo os agentes da Polícia Civil, o caso está sendo tratado como homicídio doloso, mas outras hipóteses não estão sendo descartadas pelas autoridades, entre elas: lesão corporal seguida de morte ou até mesmo legitima defesa de terceiro. "A esposa do homem que foi morto já foi ouvida em seu depoimento, agora iremos escutar o autor das facadas em separado para tentarmos entender melhor o que houve na hora da suposta discussão no interior do imóvel.

Iremos aguardar também a conclusão do laudo dos exames cadavéricos da vítima para saber se realmente teremos que indiciar o rapaz pelo crime ou não", comentou o comissário da Polícia Civil da região, Cláudio Dineck, responsável pela investigação do caso.

Fábio, que era proprietário do bar Embaixada do Rock, na cidade de São Leopoldo, possuía bastantes amigos e recebeu deles muitas mensagens de comoção nas redes sociais por conta de sua morte.

Muitos deles lamentaram muito a partida precoce do amigo e expressaram seus sinceros sentimentos a todos os familiares da vítima.

O jovem foi encaminhado para o sistema penitenciário e ficará à disposição da Justiça para os demais esclarecimentos dos fatos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo