Rodinei, lateral-direito do Flamengo, está de luto. Foi confirmada nesta terça-feira (9) a morte da sobrinha da namorada do jogador. A pequena Julia Neves Aché, de 7 anos, estava com a avó, Lucia Xavier Sannento Neves, no táxi que foi soterrado por pedras e lama na Ladeira do Leme.

Julia Neves Aché é sobrinha da namorada de Rodinei, Nina Aché. Na manhã desta terça, Nina postou uma mensagem de apelo em seu Instagram. Na mensagem, ela dizia que Julia e a avó, que não é parente de Nina, estavam desaparecidas desde a noite de segunda-feira.

As duas pegaram um táxi ao deixar o Shopping Rio Sul, em Botafogo, por volta das 21h45.

Elas estavam indo para casa quando foram surpreendidas pelo temporal que atingiu o Rio e levou caos a toda a cidade, causando alagamentos, desabamentos e soterramentos.

O caso do desaparecimento foi registrado na 12ª Delegacia de Polícia (DP) de Copacabana. Na tarde desta terça-feira foi confirmada a notícia que ninguém queria: os corpos da astróloga e da neta de sete anos foram encontrados pelos homens do Corpo de Bombeiros no interior do veículo. O corpo do taxista também foi localizado.

O Corpo de Bombeiros encontrou muitas dificuldades para realizar o resgate no local. O veículo foi esmagado por uma pedra muito grande. Durante a tarde, voltou a chover no Rio e a dificuldade de fazer o resgate ficou ainda maior.

Em alguns momentos, houve paralisação do trabalho devido às más condições do local.

Um tio de Julia acompanhou o resgate e deixou o local em uma viatura da Polícia Civil. Ele estava bastante abalado com a situação. A mulher do taxista também esteve no local e chorou bastante.

Ida ao aniversário e táxi encontrado

Tatiana Neves, mãe de Julia e filha de Lucia Neves, informou que as duas saíram de casa durante a tarde para irem a um aniversário no shopping. Ainda não chovia na cidade quando elas saíram. Tatiana afirmou que avisou à mãe sobre o início da tempestade em toda a cidade.

Ela pediu para que mantivesse contato no trajeto.

Por volta das 21h49, Luciana enviou a última mensagem à família. Ela estava dentro do táxi neste momento. Depois disso, não houve mais contato e os familiares ficaram preocupados e passaram a procurar pelas duas.

Com auxílio das câmeras de segurança do shopping, foi possível ver a placa do táxi. Pelo GPS do celular, localizaram onde ela estava. Infelizmente, o táxi foi esmagado por uma pedra muito grande na Ladeira do Leme.

Em entrevista ao Extra, uma moradora da região identificada como Vanessa Andrade afirmou que ela e alguns vizinhos conseguiram ajudar pessoas que estavam presas em veículos. Como estava escuro e o táxi estava soterrado, não foi possível vê-lo.

Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!