Às vésperas de completar 40 anos, Anna Mae Bullock tomou uma decisão que iria impactar profundamente sua vida futura e de seus filhos: resolveu se separar de seu marido violento, que lhe agredia fisicamente, sexualmente, moralmente e psicologicamente. Ambos eram músicos e ele fazia as composições e liderava a banda. No divórcio, ela perdeu todos os direitos autorais e começou do zero. Era praticamente desconhecida pelo grande público na época.

Alguns anos depois foi considerada uma das artistas mais importantes do show business. Em 1988 seu nome entrou para o Guiness Book, o livro dos recordes, devido ao maior show já feito por uma cantora solo. A artista, conhecida pelo o nome de Tina Tunrner, atraiu 182 mil pessoas no Maracanã, Rio de Janeiro. Sua história de superação pessoal foi lembrada no sábado (21) pelo jornal O Globo.

Superação

Foram momentos difíceis e de decisões e de indecisões, mas tudo deu certo.

A artista incansável anunciou a aposentadoria várias vezes, contudo sempre retornava aos palcos; agora ela fala em descansar e cuidar da família na Suíça, país que adotou. A artista quer abandonar viagens longas e cansativas quando se dorme muito pouco e tem que se estar impecável de voz e corpo para agradar aos fãs. Agora ela quer dormir até mais tarde. Não tem nada mais a provar a ninguém, nem precisa de dinheiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Mulher

Na sua casa há uma placa escrita em alemão onde diz: "Nem pense em incomodar Tina Turner antes do meio-dia".

Sua história é uma lição de vida. Em particular, inspira as mulheres brasileiras, num país onde a cada quatro minutos uma Mulher sofre violência doméstica, segundo o Ministério da Saúde. Sempre é possível recomeçar quando se é deter:minada e decide pagar o preço das decisões. E ainda mais quando acredita no próprio potencial.

Não é fácil para ninguém, nem foi para ela. Tina se sentia rejeitada pelos pais e agredida por dois maridos. Tentou se matar devido a tanto sofrimento e duvidava de sua beleza e talento. Baixa auto-estima. Mas em algum momento pensou melhor e resolveu dar a volta por cima. Ainda recentemente teve muita coisa para superar, como a morte de seu filho mais velho, Kraig Raimond Turner, de seu primeiro casamento, que se suicidou ano passado aos 59 anos.

A cantora que adora gatinhos, adepta ao budismo, é considerada a Rainha do rock 'n roll sendo a cantora mais bem-sucedida com 12 Grammy Awards. Vendeu mais de 200 milhões de cópias no mundo todo. Foi uma artista versátil, tendo atuado na primeira versão do filme Mad Max (1985) ao lado de Mel Gibson.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo