O site El País publicou uma coluna que analisa a fala do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), no último domingo (12), feriado de Páscoa. Neste dia, as redes sociais estavam abarrotadas de mensagens relacionadas ao feriado, mas ao mesmo tempo, também se viam mensagens de medo por causa da pandemia do novo coronavírus. Neste cenário de incertezas, viralizaram vídeos dos médicos e enfermeiros sendo aplaudidos por estarem se expondo para salvar vidas.

Mentira

Enquanto no Brasil, o líder do poder Executivo, em sua mensagem para celebrar o domingo de Páscoa, mentiu para a população ao ir na contramão de todos os prognósticos médicos e científicos ao afirmar que o novo coronavírus “parece estar desaparecendo”, além de continuar sua fala para que o povo volte às ruas para ir trabalhar.

Contrariando o que diz Bolsonaro, a curva de pessoas infectadas e mortas está apenas em seu começo e de acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, maio e junho serão os meses mais críticos. Para piorar a situação, os especialistas afirmam que pelo baixo número de testes realizados, os números da doença devem ser dez vezes maior.

O site afirma que enquanto as pessoas passaram a Páscoa tristes e sozinhas, Bolsonaro pareceu mostrar insensibilidade à dor alheia. Para o site, o presidente com sua fala insensível, mostra que não está dando importância à situação dos idosos e das pessoas mais fragilizadas que já possuem alguma doença crônica.

Para o veículo, a falta de empatia do presidente brasileiro com os mais fragilizados ofende o espírito de comemoração da Páscoa, que fala sobre a redenção daqueles que são considerados sem serventia para a sociedade.

Na visão do ex-capitão, essas pessoas são vistas como um peso morto, parece que para ele somente os mais jovens, saudáveis e produtivos têm direito à vida.

Enquanto no mundo todo os países estão se unindo, buscando forças, independente de credo político tentam se unir para vencer a guerra contra o novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro se encontra cada vez mais isolado em suas ilusões de que a pandemia é algo bobo e enganoso, que leva apenas à quebra da economia, e que terá apenas como efeito colateral a eliminação daqueles que não são tão importantes.

O site afirma ser urgente que alguém pare o presidente, para que ele não acabe levando o país para uma crise e para uma hecatombe nunca vista antes. O texto também argumenta que é contraproducente continuar achando que Bolsonaro é um desequilibrado com cada vez menos crédito e mesmo assim deixá-lo no poder, isto é abandonar o país a sua própria sorte.

Isto ocorre em um momento em que mais o país precisa de uma liderança conjunta com todas as outras forças do Brasil.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!