As lives show tem se tornado frequentes na rotina de isolamento social provocado pela Pandemia Mundial do novo Coronavírus. Poder cantar, dançar e se divertir com shows em casa é uma das maneiras de dar uma leveza nos dias tensos, fazer com que as pessoas parem de pensar, mesmo que por um momento, fixamente no lado negativo e angustiante da pandemia e tenham maneiras de tornar esse período de reclusão menos cansativo e tedioso.

As lives têm acontecido em vários países e são bem variadas. Os internautas podem escolher o estilo que mais lhe agradam. Não vai faltar live de forró, Música romântica, rock, MPB (Música Popular Brasileira), samba, pagode, partido-alto, sertanejo universitário e raiz, reggae, pop, funk, rap, axé música, baião, tecnobrega, heavy metal, hip hop, música eletrônica, música gospel, música clássica, rock and roll e outros.

A variedade é grande. As lives não são só musicais, outros profissionais também oferecem os seus serviços na internet, basta escolher o estilo preferido, anotar dia e horário e curtir, ouvir, dançar e cantar.

Quem promove as lives?

As lives têm sido promovidas por um dos setores mais atingidos pela Pandemia mundial do novo Coronavírus: o entretenimento musical e profissionais que oferecem seus serviços com o contato direto com pessoas, como professores, personal trainer e outros que estão impedidos de fazer shows, causar aglomerações e, devido às recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde), deve ser os últimos setores a retornarem as suas atividades. As lives contam com o patrocínio de grandes empresas regionais, nacionais e multinacionais, enquanto os artistas matam a saudade dos palcos, divulgam e lançam seus novos trabalhos e se aproximam mais ainda de seus fãs.

Quais os canais de transmissão das lives?

As lives são transmitidas pelos meios de comunicação com acesso à internet, como o canal do artista no YouTube, aplicativos, Instagram, além de canais da TV aberta como a Rede Globo, Band e a Record TV. Além desses, quem preferir pode ouvir pelo rádio, algumas emissoras como a FM, O Dia e a Transcontinental, por exemplo, fazem a transmissão ao vivo de algumas lives para seus ouvintes.

São vários meios, para que ninguém fique sem poder ter acesso.

As lives tem objetivos?

Além de fazer com que os artistas exerçam aquilo que gostam, as lives são uma das formas possíveis para que eles falem diretamente com o público e usem a sua imagem e influência para convencer as pessoas a ficarem em casa, para arrecadarem alimentos, material de higiene pessoal, limpeza, alimentos para os animais, kit de proteção para os profissionais que estão na linha de frente no combate ao vírus, álcool em gel, água, cursos onlines para profissionais da área da saúde, dinheiro e várias outras coisas essenciais para a prevenção, tratamento e estagnação da curva de contaminação.

Quando acabam as lives?

Como não tem uma data prevista para o fim do isolamento social, as lives se estendem durante todo o mês de maio, fazendo com que as agendas dos fãs fiquem cheias de compromissos por um longo período. Na internet, os internautas agradecem, elogiam e aproveitam para fazer piada da situação, criando memes, figurinhas comas caretas, facetas e proezas dos Famosos, dizendo que nunca foram a tantos shows em um único mês, que é melhor assistir a shows no conforto de suas casas. As lives têm sido causas de grandes murmurinhos e agitação nas redes sociais.

O mais importante é que a internet tem sido usada como instrumento de interligação e ajuda, já que não podemos estar reunidos, estamos unidos através dela, mesmo que distantes e cumprindo o isolamento social.

Além disso, a ajuda tem chegado às pessoas e instituições que precisam.

Sendo assim, para as pessoas que querem animar a quarentena, fazer aquela consulta com seu psicólogo, rir com os comediantes, é só se informar sobre as datas, horários e meio de transmissão e incluir as lives show na rotina de confinamento

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!