Nesta última quinta-feira (7), a secretária especial de Cultura do Governo do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), a atriz Regina Duarte concedeu entrevista exclusiva à CNN Brasil e minimizou o golpe militar de 1964 ao afirmar que sempre teria havido tortura e que não queria arrastar um cemitério.

Após a declaração, a atriz desconversou e cantou um pedaço do jingle da Copa do Mundo de 1970. Regina Duarte afirmou que descarta sua exoneração e que sua intenção é permanecer no governo do presidente Jair Bolsonaro. A entrevista foi encerrada pela secretária especial da Cultura depois que ela se irritou com a exibição em vídeo que foi enviado pela atriz Maitê Proença à CNN na tarde de quinta-feira (7).

Obituário

Regina Duarte foi indagada sobre qual teria sido o motivo de não ter se pronunciado publicamente sobre os falecimentos recentes de grandes nomes da cultura nacional, como: Moraes Moreira, Aldir Blanc, Rubem Fonseca entre outros.

Ela afirmou que se as pessoas consideram que isso seja importante, ela pode colocar no site da Secult uma sessão de obituário. E conjecturou que talvez possa estar errando neste sentido e que irá se corrigir, que não fez por mal e acrescentou que falou com as famílias dos artistas que morreram.

Sobre a possibilidade de sair do governo, Regina Duarte ressaltou que tem vontade de ficar e que não há demissão. Ela afirmou que as pessoas demonstram uma ansiedade em lhe ver fora do governo.

Ela disse ainda que em nenhum momento se falou sobre demissão em sua conversa com Jair Bolsonaro e que a conversa com o presidente teve um clima bom e que o presidente está sempre de bom humor.

Ela também alegou que tem um projeto e que pretende deixar um legado, que é uma artista e que ama a cultura, ama o setor.

Mesmo sabendo que existe dentro do governo uma minoria que não gosta dela, mas ela disse que o setor cultural a ama, acredita a atriz.

Comunicado da emissora

A CNN Brasil divulgou nota que dizia que a secretária especial da Cultura encerrou a entrevista exclusiva que concedeu ao jornalista Daniel Adjuto no final da tarde de quinta-feira (7) no programa CNN 360°.

O motivo da interrupção da entrevista pela atriz foi por causa de um vídeo da atriz Maitê Proença – vídeo este que foi solicitado pela emissora na tarde de quinta-feira – para que pudesse ser debatidas questões da área cultural do Brasil.

Regina Duarte então, de maneira equivocada, entendeu que se tratava de um vídeo antigo e resolveu então encerrar a sabatina. A emissora finalizou a nota afirmando que o compromisso da empresa é sempre ouvir os dois lados das notícias para informar melhor o Brasil.

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!