A Amazon Prime Video estreou na última sexta-feira (4) a segunda temporada da série “The Boys”. A plataforma de streaming liberou apenas os três primeiros episódios da atual temporada e o que foi visto é que a série continua com a mesma pegada da primeira parte da saga baseada nos quadrinhos de Garth Ennis e Darick Robertson. A produção segue a mesma linha das HQs, e mostra um universo em que os super-heróis são corruptos e narcisistas.

Sempre quando uma série faz muito sucesso com sua primeira temporada, fica o receio de que a segunda leva de episódios não apresente a mesma energia da anterior.

Entretanto, não é isto que acontece com o novo capítulo da saga.

A trama começa exatamente no ponto em que se encerrou a primeira temporada. Na atual temporada é abordado como as redes sociais influenciam a Opinião pública e também há críticas à xenofobia, ao racismo sistêmico e também ao fanatismo religioso.

Tempesta

Uma das novidades apresentadas na segunda temporada de “The Boys” é a personagem Stormfront, (traduzida para o português como "Tempesta"). A nova integrante dos Sete é vivida pela atriz Aya Cash. Ela entrou na vaga deixada por Translúcido (o personagem só existe na série, seu equivalente nas HQs, era o personagem Jack de Júpiter). Logo em seus primeiros momentos na série, Tempesta mostra para o público que irá travar um duelo com o Capitão Pátria (Antony Starr) pela liderança do grupo de superpoderosos.

Quem é Tempesta?

O lado narcisista da personagem se mostra logo no início, quando ela se mostra mais como uma influenciadora digital interessada em likes e curtidas do que em realmente ajudar as pessoas. Mas neste ponto, ela não difere muito dos outros integrantes dos Sete.

A novata do grupo além de representar na trama a crítica às redes sociais, também mostra que está no grupo para lutar pela por um papel mais relevante das mulheres no grupo, sem aceitar que elas sejam colocadas em um papel de coadjuvantes.

Mas ao longo da trama, toda e qualquer simpatia que se pudesse ter pela personagem é abandonada quando ela se mostra ser tão cruel e insensível quanto o Capitão Pátria. Nos quadrinhos, Stormfront era um homem com origem desconhecida. Só se sabia que ele tinha ligações com o regime imposto por Adolph Hitler na Alemanha.

Na série, é provável que a personagem apresente ligação com grupos supremacistas raciais. A intenção em trocar o gênero do personagem na série foi fazer com que o Capitão Pátria se sentisse inseguro com a presença de uma mulher de forte personalidade.

Poderes

Tempesta tem controle sobre o clima e fenômenos naturais, ela comanda raios, trovões e tempestades, ela também de ser capaz de controlar o vento para poder voar. Desta maneira, ela se assemelha aos personagens Thor e Tempestade da Marvel Comics e a Shazam, da rival DC Comics. Tempesta também mostrou ter uma força sobre-humana. Outro “poder” da personagem é a sua popularidade nas redes sociais, que ela usará como arma para tomar a liderança dos Sete do Capitão Pátria.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!