Chegou ao Disney+ nesta última sexta-feira (15) a tão aguardada série televisiva do MCU (Universo Cinematográfico Marvel) “WandaVision”, protagonizada por Elizabeth Olsen, que vive na trama Wanda Maximoff, a Feiticeira Escarlate, e Paul Bettany, que interpreta o andróide Visão, ambos integrantes dos Vingadores.

A série estreou no streaming da Disney com dois episódios, em que o primeiro tem a duração de 26 minutos e o segundo um pouco mais longo, com 33 minutos. A série é inspirada em quadrinhos como “Visão”, “Dinastina M” e “Vingadores: Visão e A Feiticeira Escarlate”, e também bebe na fonte de sitcoms que vão de “A Feiticeira” até “Três É Demais”.

Mistério

Quem for assistir à série do Disney+ provavelmente é um fã dos filmes de super-heróis da Marvel no Cinema. Além disso, também sabe o quão trágico foi o destino do casal nas mãos de Thanos, com a morte do andróide Visão pelo vilão, o que deixou sua amada Feiticeira Escarlate inconsolável.

A partir deste ponto, tudo o que é visto em “WandaVision” causa estranheza no espectador, pois o público sabe que nada do que está sendo visto é real, e muito provavelmente trata-se de um mundo criado pela mente consumida pela dor e a não aceitação da perda do marido, ou uma variação disto.

A própria série insere elementos que comprovam que existe algo de muito errado ali, mas não deixa claro o que está acontecendo, ou se Wanda está sendo obrigada a viver naquele mundo de fantasias.

O que a produção mostrou em seus dois primeiros episódios é que em situações extremas, Wanda acaba por alterar a realidade, quando algo que ela não aceita acontece. A série então segue alternando entre momentos deliciosos, que lembram uma típica sitcom das décadas de 1950 ou 1960, com uma trama mais próxima dos enredos mirabolantes dos filmes do MCU.

A série se inicia com Wanda e Visão vivendo numa típica casa de um subúrbio norte-americano da década de 1950, que era vista em sitcoms da época, e o casal tenta levar uma vida normal e interagir com os seres humanos, eles escondem de todos quem realmente são.

No primeiro episódio, eles recebem para jantar o chefe de Visão e a esposa, e Visão assume uma forma humana diante das pessoas.

Neste jantar acontecem as situações mais absurdas em que Wanda usa magia para conseguir cozinhar para os convidados, mas sem que ninguém descubra. No final do encontro social, Wanda teve um pressentimento de que algo não estava certo.

Ainda que na maior parte do tempo seja Wanda quem tenha o pressentimento de que algo esteja errado, Visão também experimenta alguns momentos em que não entende aquela realidade, como seus questionamentos sobre qual é o ramo de atividade da empresa em que trabalha.

Mais teorias

Faz todo sentido ser a Feiticeira Escarlate quem mais tenha pressentimentos de que esteja vivendo numa espécie de realidade simulada, pois como Visão está morto, ele próprio talvez seja fruto da imaginação de Wanda.

Enquanto mais detalhes da trama não são revelados, o público pôde se divertir nos dois primeiros episódios com as boas atuações do casal de protagonistas e todo o elenco da série, que fez uma visita aos primórdios da Televisão norte-americana, que acabou funcionando como uma homenagem.

Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Seriados
Seguir
Siga a página Cinema
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!