Anúncio
Anúncio

Rafael Nunes ficou conhecido como Medigo Gato, após ser retratado por uma turista na praça Tiradentes, no centro da cidade de Curitiba, e ter sua fotografia viralizada. Depois disso, reportagens sobre ele foram feitas e ele recebeu ajuda para se recuperar. Tudo isso aconteceu em outubro de 2012, de lá para cá, muita coisa mudou na vida de Rafael.

A família cresceu

Rafael agora está com 39 anos, é casado com a jornalista Clarissa Couto e tem dois filhos dessa união: Tito, de 4 anos, e Constance, de 3 meses.

De acordo com ele, a pequena veio para iluminar seu caminho e é bastante carinhosa e tranquila. Ele conta também que seu filho, Tito, é bem mais agitado.

Depois desses 6 anos de superação, o rapaz afirma que quer cursar gastronomia e montar o seu próprio restaurante.

Advertisement

Desempregado atualmente, o rapaz tem se mantido com bicos de auxiliar de cozinha, que reforçaram seu gosto pela gastronomia e fizeram ele se especializar em vários tipos de cozinha, dentre elas a francesa, que é de renome mundial.

Em entrevista ao R7, o belo falou de sua vida passada e presente, além dos planos já citados para o futuro.

O passado nas drogas

O rapaz teve seu primeiro contato com maconha quando tinha 16 anos e passou a consumir a erva até a vida adulta. Ele trabalhou como modelo e manequim. Ele parou de modelar quando disse ter percebido o quanto o mundo das passarelas era sujo, regado a álcool e drogas. Segundo ele, além de não faltar trabalho, não faltavam propostas de prostituição [VIDEO].

Depois de largar a profissão, Mendigo Gato se mudou para Mato Grosso e passou a trabalhar com o pai na construção civil.

Advertisement

Ele ainda conta que a partir dos 26 anos as coisas passaram a degringolar: a família quis tirá-lo da sociedade que já estava firme e rentável. Ele passou a morar em um sítio [VIDEO] que reformou em seus dois anos de estadia no local. Saindo de lá e se mudando para uma cidade do interior do Paraná, de nome Colombo, Rafael envolveu-se com o crack.

Num primeiro momento, ele não conseguia ficar 3 dias sem usar a droga fortíssima e depois de algum tempo já estava completamente viciado nela e faltando em compromissos de trabalho. A família interveio e internou o moço em uma clínica para reabilitação de drogados. De acordo com ele, foram várias internações, até que ele apareceu em casa querendo ficar por lá, mas não foi aceito e passou a morar nas ruas e consumir diariamente o crack.

Passou a pedir dinheiro para o sustento do vício por 370 dias, quando apareceu a fotógrafa Indy Zanardo e publicou-a no Facebook, gerando milhares de compartilhamentos. A partir daí houve uma internação para a recuperação e a vida do ex-modelo e ex-morador de rua deu uma guinada de 180 graus.