A Mulher que empurrou o padre Marcelo Rossi do altar durante a celebração de uma missa prestou depoimento à Polícia na 2ª DP de Lorena, em São Paulo, no último domingo (14). Segundo o portal UOL, a autora do ataque não foi identificada, mas teria 32 anos e seria natural do Rio de Janeiro. A mulher teria ido à celebração na Canção Nova em uma excursão.

Durante depoimento à polícia, a autora do empurrão teria apresentado confusão mental.

O padre Marcelo optou por não registrar queixa contra a mulher, porém, a emissora que transmite as missas registrou ocorrência contra ela por lesão corporal. Segundo a assessoria de imprensa, o religioso passa bem e aguarda resultados de exames realizados após o incidente.

Mulher estaria em tratamento psiquiátrico

De acordo com o UOL, em depoimento à polícia a mulher alegou sofrer de transtorno bipolar e afirmou estar em tratamento psiquiátrico.

O padre celebrava uma missa ao vivo, que estava sendo transmitida através do YouTube, quando foi violentamente empurrado do altar. No momento do ato, as câmeras foram direcionadas aos fiéis, que se mostraram assustados com o ocorrido. Posteriormente, as câmeras se voltaram ao padre, já de volta ao altar. O religioso afirmou que o inimigo estaria furioso. "Vocês viram como o demônio me odeia?", questionou aos fiéis.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Segundo o portal G1, o padre realizava a missa de encerramento do acampamento "Por Hoje Não" (PNH), no último domingo (14), quando por volta de 14h50, uma mulher que participava do evento conseguiu burlar a segurança e chegar até o padre, que caiu da estrutura ao ser empurrado. No momento do acorrido, cerca de 50 mil fiéis acompanhavam a celebração. Apesar da queda, o religioso não ficou ferido gravemente.

Assessoria da Canção Nova se manifestou

Ainda de acordo com o UOL, a assessoria de imprensa da Canção Nova se pronunciou sobre o ocorrido através de e-mail e lamentou o episódio, afirmando que o padre estava bem e que teria sido atendido pela equipe médica do evento. Padre Marcelo teria optado por presidir o evento até o fim. Após o ocorrido, o religioso gravou uma mensagem para comentar o incidente.

"Maria passou na frente, pisou na cabeça da serpente, estou ótimo", disse.

O religioso pediu para que todos ficassem tranquilos, pois estaria apenas com algumas dores e não havia quebrado nenhum osso de seu corpo. O evento em que o padre participava tratava-se de uma reunião de férias para jovens católicos, que contou com shows, missas e palestras. Através de suas redes sociais, o padre Fábio de Mello demostrou seu apoio ao padre Marcelo Rossi acerca do ocorrido, e afirmou que seria muito triste vê-lo nesta situação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo