Paolla Oliveira, que teve recentemente um vídeo íntimo sendo relacionado a ela falsamente, decidiu se pronunciar sobre o assunto através de seu Instagram, nesta segunda-feira (15). Vale ressaltar que a atriz chegou, inclusive, a registrar o caso na Delegacia de Repressão aos Crimes da Internet (DRCI).

No vídeo relacionado a Paolla, aparece, na verdade, uma atriz norte-americana. Ao deixar a delegacia, a atriz optou por não conceder entrevistas, mas falou sobre o assunto em seu perfil social

Anexando uma foto com a mensagem “se fere minha existência eu serei resistência”, a atriz legendou revelando a seus seguidores ter comparecido à delegacia com o intuito de cumprir seu dever cívico, não apenas por ela, mas sim, por todas as milhares de mulheres, que diferente dela, realmente tiveram suas intimidades compartilhadas nas redes sociais.

Paolla diz que após registrar o caso, tomou ciência de que dezenas de pessoas procuram a delegacia de crimes virtuais diariamente por sofrerem ofensas e ameaças de todos os tipos através da internet. “Sua grande maioria são mulheres”, especificou a atriz, que completa pedindo: “Não se calem”.

Pedindo para que todos se protejam de tais crimes, a atriz diz que maior que a vergonha de ter sua intimidade exposta é a importância em não deixar esses tipos de crimes impunes. “Protejam-se”, pediu.

'Foi muito violento mesmo não sendo eu', diz Paolla

Mesmo sabendo não se tratar realmente de um vídeo íntimo seu, Paolla diz que isso tudo é muito violento e ela ficou imaginando a dor de quem tem realmente sua intimidade exposta através de um vídeo, ou de qualquer outra forma. “A internet não se apaga”, diz Paolla que completa novamente pedindo para que as pessoas se cuidem.

A atriz escreve que nossa privacidade é um bem valioso para ser entregada na mão de qualquer pessoa. Paolla termina sua publicação agradecendo a DRCI.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Delegado da DRCI fala sobre o caso

Pablo Sartori, delegado responsável por ouvir o depoimento de Paolla Oliveira, revelou que a atriz se mostrou extremamente abalada e chegou a apresentar o vídeo íntimo na delegacia. Podendo acarretar a pena de um ano de prisão para o autor que compartilhou o vídeo dizendo se tratar da atriz, Sartori diz que, agora, com o depoimento de Paolla e o vídeo em mãos, começa a investigação para a descoberta do responsável pelo crime.

Destacando se tratar de um vídeo falso, que não teve nenhuma participação da atriz envolvida, Sartori diz que o caso se enquadra em um crime contra a honra.

O delegado ainda diz que o que é realmente importante é destacar que outras centenas de crimes como esse já foram investigados por eles. Sartori também ressalta que assim como todos os outros, o responsável por esse crime será identificado e responderá judicialmente por seu ato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo