Na tarde desta quarta-feira (11), Najila Trindade esteve na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), na zona norte do Rio de Janeiro, para prestar depoimento acerca do caso do vazamento de fotos íntimas suas na internet por parte do jogador Neymar.

Segundo o jornal O Globo, após prestar depoimento, Najila falou brevemente à imprensa e manteve as acusações feitas contra o atacante da seleção brasileira.

A modelo acusou o jogador por abuso, que teria ocorrido no mês de maio em um hotel em Paris. O fato teria ocorrido durante um encontro entre o casal. As investigações sobre o abuso ocorreram em São Paulo. O caso contra o jogador foi arquivado e Najila está sendo indiciada sob suspeita de fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão.

Najila criticou a polícia

De acordo com o jornal O Globo, Najila Trindade falou à imprensa após prestar depoimento e se mostrou insatisfeita com o trabalho da Polícia.

A modelo afirmou que sua vida teria sido devastada após o suposto abuso e que a pessoa que é capaz de praticar um crime público é capaz de cometer crimes privados. Najila ressaltou que a polícia conseguiu provar que não houve abuso, mas não conseguiu indiciar o jogador pelo crime que, segundo ela, praticou. "Ele tá trabalhando igual no Futebol: driblando e caindo", ironizou a modelo, referindo-se a Neymar.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

O depoimento teria durado cerca de 40 minutos, e durante o período Najila teria respondido apenas às perguntas relacionadas ao vazamento de suas fotos íntimas.

As investigações sobre o vazamento das fotos seguem no Rio de Janeiro pelo fato de que à época da divulgação das imagens, Neymar estava concentrado na Granja Comary, em Teresópolis. Em depoimento à polícia, o atacante contou que o material teria sido divulgado por dois funcionários de sua equipe.

Cosme Araújo, advogado de Najila, acredita que o fato de transferir a responsabilidade para terceiros seria uma manobra do jogador, já que a senha de sua conta no Instagram seria intransferível e individual. Sobre as acusações pelas quais Najila responde, Cosme foi enfático ao questionar se seria justo que a modelo pagasse por ter aceitado o convite de sair com Neymar e supostamente, ser abusada. Araújo classifica o indiciamento de sua cliente como "absurdo".

Indiciamento da modelo

Najila foi indiciada pela Polícia Civil de São Paulo, após a conclusão de dois inquéritos que tramitavam no 11º DP (Santo Amaro), acerca das acusações contra Neymar. Nesta quarta-feira (11), Cosme Araújo afirmou que pediria o afastamento da delegada Juliana Lopes Bussacos, responsável por investigar o caso junto à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher. O ex-marido da modelo, Estivens Alves, também foi indiciado sob suspeita de fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo