A segunda semana do "Big Brother Brasil 20" está em andamento, e começou cheia de acontecimentos que foram se estendendo ao longo dela. Logo na terça-feira (28) aconteceu a primeira eliminação do programa. O surfista Lucas Chumbo se despediu de seus colegas de confinamento. Após isso, Felipe passou boa parte da madrugada do pós-paredão especulando agora estratégias e situações que deverão acontecer com a eliminação do surfista.

O arquiteto falou com os companheiros de confinamento que se o público interpretar que o que eles estavam fazendo é combinar voto, que ele pediria que fossem até lá para traçar uma estratégia melhor para lidar com os colegas, que tem 80 milhões de seguidores nas redes sociais.

Choro de Marcela marca a quarta-feira (29) do 'BBB20'

Ao longo da madrugada, em meio a especulações e mais planos para conseguir lidar com o confinamento sem sair tão cedo, como foi o caso de Lucas Chumbo, Marcela acabou caindo no choro no momento em que estava conversando com os outros participantes do confinamento na área externa da casa na madrugada. Pyong e Mari, que estavam próximos, foram consolar a ginecologista que chorava e se lamentava que dentro do confinamento é muito cruel.

Logo pela manhã, Hadson pediu para que Pyong Lee o hipnotizasse, mas o brother não aceitou o pedido feito pelo colega de confinamento, e disse que não faria a técnica com ele. Ele justiçou dizendo que não seria bom fazer isso agora, visto que ele havia passado a noite em claro, e, para a hipinose, há um alto gasto de energia, e que não seria bom para ele.

O brother ainda ressaltou que os dois estavam cansados por terem ficado boa parte da noite acordados, e que ele preferia realizar a técnica em outro momento, que seria muito mais legal do que naquele.

Receio no 'BBB20'

Em uma conversa com Guilherme e Hadson, Pyong ainda demonstrou que tem uma certa preocupação com a próxima formação de paredão do confinamento.

O hipinólogo se preocupou pelo fato de que no último paredão ele foi o mais alvejado com votos pelos colegas de confinamento.

Ele questionou ainda aos colegas se eles sentem que ele ainda é um alvo da casa, e se as pessoas ainda vão votar nele novamente no próximo paredão se tiverem a chance de fazer isso.

O modelo opinou revelando ainda que acreditava que o youtuber era um alvo de todos, mas que as coisas ainda podem mudar, dependendo do que acontecer.

Durante a conversa com Guilherme e Pyong, Hadson reclamou das mulheres que estão no confinamento. Ele alegou que as meninas do confinamento são muito “chatinhas”, e que ele não podia fazer nenhum tipo de brincadeira com elas que não gostavam.

Guilherme concordou com a postura do colega e com a crítica, mas elogiou a forma como Bianca age, dizendo que com ela dá para brincar, pois ela é uma pessoa muito legal. Hadson concordou, e também elogiou Boca Rosa falando que ela é muito gente boa mesmo.

Na tarde da última quarta-feira (29), a casa recebeu um aparelho celular enviado pela produção para que os Brothers pudessem divulgar os momentos dentro do confinamento através de uma plataforma do programa.

O aparelho causou o maior alvoroço nos confinados.

Não perca a nossa página no Facebook!