Nos últimos dias, um dos assuntos mais comentados no país tem sido a briga pela herança do apresentador Gugu Liberato, morto após um acidente doméstico em novembro do ano passado, aos 60 anos. A então companheira de Gugu, a médica Rose Miriam Di Matteo, tem feito tudo o que pode ao lado de seus advogados para tentar reaver parte do patrimônio que pertencia ao pai de seus filhos, mas não tem tido muito sucesso.

Desde que ficou sabendo que não havia sido mencionada no testamento de Gugu, Rose Miriam começou a brigar judicialmente por parte da herança deixada por ele. Do patrimônio de Gugu, cujo valor total não foi revelado até o momento, ficou acertado que 75% seriam para os filhos João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 15, frutos do relacionamento entre a médica e o apresentador, e 25% seriam destinados a sobrinhos.

Rose tem alegado diante da Justiça que sempre foi companheira por união estável com Gugu, com quem começou a se relacionar há cerca de duas décadas, e que eles sempre viveram como uma família. Mas após uma análise do caso, o desembargador Galdino Toledo Jr., que faz parte do Tribunal de Justiça de São Paulo, declarou que não houve conclusão de que a médica tivesse o tipo de relação que alegou ter com o apresentador.

Rose quer anular testamento deixado por Gugu

De acordo com informações divulgadas pela colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, Rose Miriam, juntamente com seus advogados, tem a intenção de solicitar a anulação do testamento deixado por Gugu, o qual foi aberto pouco depois de sua morte.

Ainda de acordo com a jornalista, o advogado João Vinicius Manssur, que defende a médica, deu entrevista ao jornal "Aqui Na Band" e falou a respeito do assunto, deixando clara a insatisfação de sua cliente com a atual situação.

João Vinicius disse ter recolhido todas as fotografias dos perfis de Gugu no Instagram, que, segundo ele, provariam que o apresentador e a médica realmente viviam uma relação familiar, como Rose alega desde o início do processo.

O advogado disse ainda que sua cliente não deseja ser inventariante do testamento de Liberato, papel designado à irã, Aparecida Liberato, mas que quer ser reconhecida como companheira e ter direito a metade da fortuna do apresentador.

Há alguns dias, o juiz que cuida do caso havia determinado que Rose iria receber como pensão R$ 100 mil.

Mas após novas análises, ficou decretado que a médica receberia apenas 10 mil dólares, que equivalem a aproximadamente R$ 42 mil, que devem ter usados para despesas com os filhos e a casa. Rose não está satisfeita com o valor e deve continuar lutando na Justiça para aumentar o dinheiro que irá receber.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Fofocas
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!