Gusttavo Lima abriu um universo pouco explorado até a sua iniciativa: a produção de lives no YouTube com o objetivo de levar entretenimento a quem está em isolamento social. A última apresentação, no sábado (11), atraiu um público de 2,6 milhões de fãs do sertanejo universitário. Mesmo diante de tanto sucesso, o artista ficou contrariado com uma representação do Conselho Nacional de Autorregulação Publicitária, o Conar, e a fabricante de cervejas e refrigerantes Ambev, a patrocinadora do show.

Na rede social Twitter, na noite de quarta-feira (15), Gustavo Lima, reclamou de censura. Para ele, uma live politicamente correta não tem graça.

Ele prosseguiu o seu desabafo. Disse que o propósito dos shows em casa é o de levar alegria. É um momento em que o cantor fica à vontade para elevar a autoestima de quem está agoniado nesse momento. A postagem foi apagada, mas antes disso ganhou o apoio dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

A repercussão

Carlos Bolsonaro, que é vereador pelo Rio de Janeiro, retuitou mensagem do especialista em segurança pública, Bene Barbosa, que fez uma sugestão inusitada: que faça a próxima live ao lado de uma espingarda.

Já o deputado federal Eduardo Bolsonaro aconselhou Gustavo Lima. O político pediu ao cantor que não seja influenciado pela opinião daqueles que querem destruí-lo.

“Não se influencie por vagabundos”, polemizou. Ele sugere que o ato seja um gesto contra o cantor, pois é "simpático a Bolsonaro", classifica Eduardo, filho do presidente.

Sucesso

As lives caíram no gosto do público que aprecia a música sertaneja moderna.

A cantora Marília Mendonça é outro exemplo de explosão de público no YouTube. Ele bateu o recorde de 3,2 milhões de pessoas acompanhando o show. Na quarta-feira (15), ela comemorou R$ 422 mil, que serão revertidos em alimentos e outros materiais que ajudam a sustentar instituições de apoio a carentes. “Vocês não têm noção do que fizeram pelo Brasil”, agradeceu, em seu perfil no Instagram.

Outros artistas usam as redes sociais para ações sociais. Bruno e Marrone também levantaram o público. O mesmo aconteceu com a dupla Zé Neto e Cristiano, que arrecadaram mais de 200 toneladas de alimentos. Na opinião de Marília Mendonça, esses gestos dos artistas demonstram o dom de encantar e preencher o coração de milhares de pessoas, que estão impedidas de saírem de casa por causa da pandemia de coronavírus, que atinge o mundo.

Nas redes sociais, fãs de outros artistas pedem shows na mesma modalidade apresentada por Gustavo Lima, Marília Mendonça e outros cantores. A novidade das últimas horas é o anúncio de um show do cantor Roberto Carlos, no domingo (19). A apresentação será de 45 minutos e o horário ainda não foi definido. A apresentação do Rei será em seu apartamento, na Urca, no Rio de Janeiro.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!