A atriz Maria Flor Leite Calaça, filha da roteirista Márcia Leite e do técnico de som Renato Calaça, famosa por participar de "Malhação", "Cabocla Xingú", entre outras, está no centro de uma grande polêmica.

Em um vídeo publicado no YouTube durante a quarentena, ela disse que queria esfregar a cara de Bolsonaro no asfalto. Posteriormente, Maria Flor disse que a declaração era uma brincadeira, mas continua sendo alvo de ofensas e ameaças nas redes sociais.

Maria Flor grava vídeo polêmico

Maria, começou dizendo que "sentia uma vontade inenarrável de matar um ser humano", e prosseguiu falando que “queria só poder pegar o Bolsonaro e esfregar a cara dele no asfalto quente, até ele ficar com a cara toda esfolada, e a pele dele sair, e eu arrancar com a mão, com o dente, e eu pegar aquele olho dele, e enfiar os dois dedos”.

Enquanto Maria flor dizia isso, Emanuel, esposo da atriz, tentava apaziguar dizendo que "tudo era apenas uma brincadeira e que não estava incentivando a violência, e pediu várias vezes que a atriz parasse", porém a atriz global não deixava o marido prosseguir.

A atriz prosseguiu dizendo que "está sim, incentivando a violência a Bolsonaro, pois ele saiu para andar pelas ruas em Brasília para falar com o público e com comerciantes", e a atriz percebeu o incômodo de seu esposo quanto às suas declarações e disse que estava falando como a "Dilma Boladona".

Maria Flor sofre ameaças e expõe tudo na web

Posteriormente, a atriz gravou um novo vídeo explicando que "estava fazendo uma piada, que aquilo foi uma cena, e que usou um tipo de agressão e que o público não entendeu a forma que ela encontrou para colocar para fora sua indignação, desespero, raiva", disse ainda que muitas pessoas se identificaram e que também haviam muitas pessoas que a criticaram, e chamou esses que lhe criticaram de loucos.

No vídeo, a todo tempo Emanuel tentava intermediar e apaziguar a situação.

A fala não foi bem recebida nem por apoiadores do presidente, nem mesmo pelos que não o apoiam.

Maria flor explica vídeo

Depois da grande veiculação do vídeo da atriz, ela viu uma reviravolta já que agora é ela quem vem sofrendo ameaças de morte.

De acordo com a colunista do jornal O Dia Fábia Oliveira, Maria não consegue nem mais ir ao supermercado perto de casa, pois tem medo do que possa acontecer.

Maria também precisou bloquear os comentários em suas redes sociais, pois estava recebendo diversas mensagens agressivas.

Em seu vídeo no YouTube, a atriz e seu esposo dizem que "foi uma encenação ruim, e que estão recebendo ameaças, estão sendo ofendidos e humilhados" e prosseguem dizendo o conteúdo das ameaças: "Estamos recebendo ameaças do tipo: Vamos invadir a casa de vocês, sabemos onde vocês moram, coisas desse tipo, que eu acho que muita gente passa por isso nesse nosso Brasil de meu Deus", dizem ainda que por parte das pessoas existe uma "dificuldade do diálogo, do entendimento, da partilha de conteúdos, da falta de ironia, da falta de reflexão".

Siga a página Jair Bolsonaro
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Governo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!