Bia Doria, esposa do governador de São Paulo João Doria (PSDB), causou polêmica nas redes sociais durante uma entrevista à socialite Val Marchiori. O vídeo que gerou revolta em internautas foi gravado no Palácio dos Bandeirantes, na capital paulista. De acordo com o site G1, Bia afirmou que as pessoas não deveriam fazer doações de alimentos a moradores de rua, já que essas pessoas gostariam de viver nas ruas.

A esposa de Doria disse ainda que as pessoas deveriam se conscientizar de que precisariam deixar as ruas, o que não seria facilitado caso enxergassem facilidade nesta situação. Durante a entrevista, Val Marchiori afirmou que moradores de rua não mudariam de vida para não enfrentarem as responsabilidades.

Após o vídeo ser publicado, Bia Doria recebeu uma série de notas de repúdio pelas falas. A pastoral de rua de São Paulo, também se manifestou, afirmando ver com "indignação e perplexidade" a fala da primeira-dama do estado.

Bia Doria gera revolta

Ainda de acordo com o site G1, Bia Doria falou sobre o crescimento do número da população de rua no estado de São Paulo. A esposa de João Doria é presidente do Conselho do Fundo Social de São Paulo, e gerou revolta ao dar sua opinião sobre essa população. "Não é correto você chegar lá na rua e dar marmita e porque a pessoa tem que se conscientizar que ela tem que sair da rua", disse Bia. A Mulher de Doria ainda afirmou que a situação de rua seria "atrativa" para algumas pessoas, que acabavam se acomodando com a situação.

Bia Doria afirmou que vivemos em um país onde todos tem responsabilidades e que, pelo fato de receberem doações em roupas e alimentos, os moradores de rua permaneceriam nesta situação, o que, segundo ela, estaria errado. Val Marchiori elogiou o trabalho de Bia e afirmou que o processo de conscientização seria muito importante para que essa população mudasse de vida e aceitasse ir para os abrigos oferecidos pelo estado.

Após a repercussão negativa da entrevista, Bia Doria usou suas redes sociais para pedir perdão por suas falas, afirmando que não tinha a intenção de incentivar as pessoas a não ampararem aos mais vulneráveis, e estaria com a sua consciência em paz.

Nota da Secretaria de Comunicação de SP

A Secretaria Especial de Comunicação do governo de São Paulo emitiu nota sobre o episódio, e ressaltou que a fala de Bia Doria havia sido "tirada do contexto", e afirmou que a real intenção da primeira-dama seria dizer que moradores de rua precisavam ter acesso às casas de apoio, onde poderiam viver em condições mais dignas, se alimentando e mantendo a higiene de maneira favorável.

Outro trecho da nota ressaltou os serviços comunitários prestados por Bia à frente do Fundo de Solidariedade.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!