A pandemia causada pelo novo coronavírus segue fazendo vítimas por todo o mundo. Na última segunda-feira (27), mais uma personalidade foi vítima da doença. Zildetti Montiel morreu após complicações da Covid-19. A jornalista estava internada no Hospital Municipal de Bela Vista, em São Paulo, desde o início de julho, após apresentar sintomas do coronavírus. De acordo com o site UOL, a família de Zildetti chegou a pedir doações nas redes sociais para custear medicações para a jornalista.

Zildetti teve passagens pela Rede Globo, TV Cultura, Record TV e Bandeirantes. Ainda na última segunda (27), a filha da jornalista, Taate Montiel, usou as redes sociais para revelar que o estado de Saúde da mãe teria piorado, e que, talvez, os medicamentos não fizessem mais efeito.

Horas mais tarde, Taate confirmou a morte de Zildetti Montiel com um texto emocionante publicado em seu perfil no Instagram.

Filha de Zildetti lamenta morte da mãe

Ainda de acordo com o UOL, Taate Montiel, filha de Zildetti, realizou um desabafo em suas redes sociais acerca da morte da mãe. A filha da jornalista descrever a dor que estaria sentindo, e pediu forças a Deus. Taate agradeceu por toda a dedicação da mãe durante toda a sua vida. Zildetti iniciou sua carreira ainda na infância, chegando a participar de novelas de Geraldo Vietri. Nos anos 80, a jornalista trabalhou na Rede Globo, apresentando programas como "Bom Dia São Paulo", "Fantástico" e "Jornal Hoje".

Zildetti também passou pelas maiores emissoras do Brasil.

Na Record, a jornalista participou do programa "TV Alerta". Montiel também auxiliou na criação do departamento de jornalismo do SBT. Nos últimos tempos, a jornalista se dedicou a organizar premiações de destaques do ano, como o Prêmio Magnífico.

Outro jornalista vítima da Covid-19

Na última terça-feira (28), mais um jornalista foi vítima do novo coronavírus.

Rodrigo Rodrigues, de 45 anos, faleceu vítima de trombose venosa cerebral decorrente da Covid-19. Rodrigo apresentada o programa "Troca de Passes", na SporTV. O jornalista apresentou sintomas da doença e foi diagnosticado com coronavírus no último dia 13 de julho. Rodrigo estava cumprindo o isolamento social em sua residência e dizia estar se sentindo bem.

Porém, no último sábado (25), o apresentador deu entrada na unidade de terapia intensiva do Hospital da Unimed, no Rio de Janeiro, apresentado vômito, dor de cabeça e desorientação. Após ser submetido a uma cirurgia devido a uma trombose venosa cerebral, Rodrigo não resistiu e teve a morte encefálica confirmada. Amigos e colegas de profissão lamentaram a morte precoce do jornalista.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!