O youtuber e influenciador digital Felipe Neto divulgou na madrugada deste segunda-feira (17) que quer bancar os estudos da menina de 10 anos, abusada pelo tio desde os 6, até a conclusão de um curso superior. Felipe divulgou a sua vontade no Twitter.

Post

Na postagem em que Felipe faz sua proposta, ele afirma que não consegue parar de pensar na menina capixaba e pede por favor que algum familiar da vítima entre em contato com ele pelo e-mail de sua bio. Ao se dispor a bancar os custos de educação até que a criança venha a se formar em uma faculdade, Felipe afirma que vivemos em mundo de desigualdades e que deseja que essa criança receba a maior arma possível, a educação.

O youtuber também deixou claro que sua decisão não tem como objetivo nenhum tipo de promoção, que ele não faz ideia de como entrar em contato com a família da vítima, e por isso recorreu às redes sociais.

Indignação

Felipe Neto se mostrou bastante indignado com toda a situação da garota e a resposta de parte do público que tentou impedir que ela realizasse um aborto. Em um de seus desabafos, o youtuber disse que se as pessoas realmente acreditam que uma criança de apenas 10 anos, que sofre abusos pelo próprio tio desde os 6, deve ser obrigada a levar uma gestação adiante, mesmo com sua vida em risco e o sofrimento emocional que tudo isso causaria, é porque já não existe mais humanidade e as pessoas estão se tornando uma ferramenta teocrática que através da maldade visa o poder, e que infelizmente estas pessoas são o martelo, e não representantes de Cristo.

O abusador

Além dos relatos de desabafo, o influenciador frisou várias vezes que precisamos cobrar justiça e que esse tio que cometeu tais atrocidades deve ser preso o mais rápido possível. Que precisamos cobrar e acompanhar este caso até o fim, exigindo que a maior pena possível seja aplicada, pois, segundo ele, "um monstro deste não pode estar vivendo em sociedade".

Whindersson Nunes

O também influenciador digital e youtuber Whindersson Nunes fez questão de participar do caso, oferecendo suporte à vítima. Enquanto Felipe se prontificou a bancar os estudos, Whindersson se ofereceu para custear o tratamento psicológico da criança até os seus 18 anos, na tentativa de ajudá-la a superar os traumas.

Whindersson também usou as redes para desabafar sobre o ocorrido e afirmou que com tanto Jesus espalhado pela internet, a terra já deveria ser um lugar de paz, e se mostra extremamente preocupado com o que essa menina ainda precisará passar no decorrer da vida e quantas atrocidades ela ainda vai ouvir.

Investigação

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil em acompanhamento com o Conselho Tutelar da cidade. A polícia informou que a menina não denunciou o tio devido às ameças sofridas e o medo, o que é muito comum em casos de abusos no Brasil.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!