Em mais uma ação que foi movida contra o apresentador de televisão Leão Lobo, Rose Miriam di Matteo, mãe dos filhos do apresentador falecido Gugu Liberato, acabou sendo derrotada. A ação em questão estava ligada a comentários feitos pelo jornalista no programa “Fofacalizando”, que era transmitido pelo SBT.

Rose Miriam é condenada na Justiça

Rose pediu na ação movida contra o apresentador uma indenização no valor de R$ 50 mil por danos morais e retratação. No entanto, o pedido foi indeferido pela Justiça.

Além de não ter aceito o pedido de indenização feito por Rose, a decisão da Justiça no caso foi que ela deveria pagar um valor de R$ 5 mil das custas processuais.

Esta já é a segunda derrota que Rose Miriam enfrenta na Justiça contra Leão Lobo. Em abril deste ano, o portal Notícias da TV chegou a fazer uma publicação a respeito do processo criminal que foi aberto pela mãe dos filhos do comunicador. Este foi indeferido pela juíza Daniella Martins Cardoso, da 3ª Vara Criminal da Comarca de Osasco.

Agora, no entanto, em uma nova situação, o processo que foi protocolado no dia 12 de agosto na 39ª Vara Civel do Tribunal da Justiça de São Paulo, trouxe esta nova decisão.

O advogado de Rose, Nelson Williams, anexou no processo movido contra o jornalista três reportagens que foram mostradas no programa do SBT, todas a respeito da briga judicial quanto à divisão da herança deixada por Gugu Liberato.

De acordo com a interpretação do advogado de Rose, ele acredita que Leão Lobo, no momento da exibição da reportagem, se excedeu no caráter jornalístico, quando citava os fatos sobre o caso e que acabou atacando a mãe dos filhos de Gugu, além de tê-la desmoralizado.

A Justiça, no entanto, não viu desta forma.

Uma reportagem exibida no dia 23 de dezembro de 2019, quando afirmava que Rose queria provar que era esposa de Gugu, destacava que a situação havia causado polêmica a respeito da divisão da herança deixada pelo comunicador.

O advogado de Rose alega que Lobo, com esta reportagem, quis mostrar uma situação em que apontava Rose como sendo oportunista pela atitude de entrar na briga pela herança do apresentador falecido.

A situação foi debatida no programa pelo apresentador com seus colegas de atração, quando destacavam que Rose estaria abrindo um processo para que fosse reconhecida sua união estável com Gugu, para que ela tivesse direito à herança deixada pelo mesmo.

Além disso, no processo em questão, é citado também que os apresentadores falaram a respeito de uma suposta proibição de Rose para que as filhas gêmeas não passassem o Natal junto com a avó, Maria do Céu, mãe do comunicador.

A juíza do caso, Juliana Pitelli, decidiu que todas as solicitações que foram feitas por Rose em relação ao apresentador Leão Lobo não procedem, inclusive o pedido de retratação que foi feito por ela.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Polícia
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!