Encefalopatia traumática crônica (ETC) é uma #Doença neurodegenerativa progressiva, 90% dos casos foram diagnosticados em atletas, causados por golpes repetidos na cabeça. A doença foi constatada em ex-boxeadores e ex-jogadores de #Futebol Americano, que exerceram a profissão por mais de 10 anos. Os golpes repetidos na cabeça, provoca o acúmulo de determinado líquido no cérebro e alargamento dos ventrículos, o diagnóstico da doença é visto por neuroimagem. 

Não ha estudos que comprovem a quantidade ou intensidade dos golpes para adquirir a ETC

No início da doença os pacientes se queixam de perda de memória e falta de atenção, dor de cabeça e vai evoluindo para agressividade, confusão mental, podendo levar ao suicídio.

Publicidade
Publicidade

Em 1928, o médico Harrison Martland, diagnosticou pela primeira vez os sintomas da encefalopatia traumática crônica nos ex-boxeadores profissionais, constatado perda de memória, alterações motora; parecida com os sintomas de parkinson e mudança de personalidade, a doença é chamada também de demência pugilística. Segundo especialistas a  ETC tem ligação com a doença de Alzheimer.

Dos ex-jogadores de futebol americano que foram avaliados  por uma Universidade de Boston, em 85% deles foi confirmado a ETC, eles estavam com os sintomas de depressão e perda das funções cognitivas.

Esse tema está descrito no #Filme "Um homem entre Gigantes (concussion)", escrito e dirigido por Peter Landesman , baseado em fatos verídicos e estrelado por Will Smith. 

A liga Nacional de Futebol (NFL) não está contente com a realização do filme, os dirigentes entraram em contato com a direção do filme, para suspender a estreia, mas não tiveram sucesso, o filme teve estreia em janeiro de 2016 e vai ser lançado no Brasil no dia 03 de março de 2016

Sinopse do filme

O neurologista Bennet Omalu (Will Smith) faz um estudo pioneiro sobre uma doença que muitos jogadores de futebol americano apresentam, a encefalopatia traumática crônica.

Publicidade

A descoberta gera nos bastidores do esporte muita preocupação entre atletas e expõe os reais interesses políticos, culturais e corporativos criados em torno da Liga Nacional de Futebol (NFL).