Atualmente, a linguagem cibernética está tão presente na vida cotidiana que é comum ver até mesmo crianças com celulares, smartphones e demais tecnologias na mão escrevendo, e passando mensagens. Nesse meio tecnológico foi desenvolvido o “internetês” que seria uma linguagem própria da internet com suas regras particulares, por exemplo, palavras escritas em caixa-alta passam para o receptor da mensagem a ideia de falar alto numa conversa. Entre outras particularidades, é comum o uso de emojis de diversos tipos e a maioria representa a ideia de uma emoção. Mas será que essa prática de utilizar símbolos para passar uma ideia ou conceito é de hoje?

Surgimento da escrita

Ao pensar na escrita, algo tão presente na vida hodierna, é quase impossível conceber que a escrita surgiu bem depois da palavra falada e que existem ainda hoje sociedades ágrafas, isso é, que não possuem registro escrito da sua língua, vide povos indígenas, tribos africanas e outros povos.

Publicidade
Publicidade

Para esclarecer, o surgimento da escrita está datado pela arqueologia como criação de uma das mais antigas civilizações já descobertas, a Suméria. Os sumérios habitavam na região sul da Mesopotâmia entre dois rios: Tigre e Eufrates, por volta de 4000 a.C. Responsáveis por grandes invenções, os sumérios construíram barragens e diques para controle de água, canais de irrigação para as plantações, o que deu um salto de desenvolvimento na agricultura e sobrevivência desse povo sem depender do nomadismo. Com a população crescendo as relações foram se estabelecendo, inclusive a de compra e venda. Ocorrências de transações comerciais levaram as pessoas daquela época a criarem uma espécie de escrita para servir de registro da transação. Com o sistema de escrita era mais fácil guardar as informações.

Publicidade

Eles comumente utilizavam uma placa de argila pequena para gravar as transações comerciais da época.

Evolução da escrita

Primeiramente, a escrita representava objetos concretos. Pelos estudiosos, essa escrita é denominada pictográfica, por exemplo um desenho que representava uma ovelha, ou cevada, ou algum animal e demais objetos comuns no cotidiano. Era um começo para o registro escrito, porém ainda faltava transmitir ideias abstratas, foi então que surgiu a escrita ideográfica que agora podia transmitir conceitos e ideias através de símbolos gráficos ou desenhos. Os sumérios criaram a escrita cuneiforme para isso, porém, nos dias atuais ainda existe esse tipo de escrita na China, Japão. Esse sistema também necessita de muitos símbolos para abarcar as ideias e conceitos utilizados pelos usuários. Por último, o sistema criado foi o alfabético, que possui um número bem menor de símbolos, contudo criam diversas formações de palavras dentro do idioma.

Emojis uma inovação da internet ou repaginada da escrita ideográfica?

Quando pensamos na internet e em redes sociais, marcas presentes na atualidade, não têm como esquecer dos emojis, aquelas carinhas e demais símbolos que surgem nos chats cibernéticos.

Publicidade

Estes auxiliam o registro escrito dando, por vezes, ideias de emoções humanas na conversa. E talvez, pensemos que isso é uma inovação da internet. Porém emojis, símbolos que representam ideias de emoções humanas, podem ser considerados uma invenção repaginada da escrita ideográfica de milhares de anos antes de Cristo. É interessante perceber que a escrita ideográfica é tão atual em alguns países, mas também na conversa de cada usuário do mundo da internet. #Curiosidade #Educação