O interior de São Paulo registou neste final de semana mais um crime contra a Mulher, quando na noite deste sábado (5), na cidade de Itupeva, uma mulher foi morta com 23 facadas, de acordo com informação da Polícia. O suspeito de ter cometido o feminicídio é seu ex-marido, que está foragido.

A vítima, Elizangela Pereira de Almeida, de 34 anos, estava na casa do ex-companheiro, Edvaldo da Silva, acompanhada pelos dois filhos, quando houve uma discussão. Vizinhos escutaram gritos e foram até lá ver o que estava acontecendo e avistaram o suspeito deixando o imóvel e indo em direção a um matagal.

Quando a polícia chegou a casa estrava trancada e foi preciso arrombar a porta para ter acesso ao interior, onde a mulher estava gravemente ferida. Os golpes atingiram abdome, cabeça, rosto e pescoço, a deixando bastante desfigurada. A arma do crime foi abandonada em cima da cama.

Ela chegou a ser socorrida, mas deu entrada no hospital municipal de Itupeva já sem vida. “A vítima foi desfigurada e apresentava inclusive órgãos expostos ao corpo”, disse uma funcionária do hospital que prestou atendimento.

“Foi uma barbaridade o que esse homem fez com essa mulher”, completou. “Estamos acostumados a atuar em situações graves, mas a que encontramos foi algo fora do comum”, disse um dos socorristas.

Elizângela já havia registrado dois boletins de ocorrência contra o ex-marido. Um deles foi por ameaça e outro após o homem ter incendiado sua casa. A Justiça também havia cedido para ela uma medida protetiva, que impedia o ex-marido de se aproximar dela, no entanto, a mulher pediu para que essa medida fosse retirada.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Polícia Mulher

Vizinhos relataram que as agressões contra a mulher eram frequentes. “Ele sempre batia nela. Vinha aqui e quebrava tudo na casa dela”, disse uma testemunha. O corpo de Elizangela foi enterrado neste domingo (6), no cemitério da cidade e a polícia pediu a prisão preventiva do ex-marido. As crianças estão sob os cuidados da avó materna.

Mulher agredida em festa

Na mesma região, na cidade de Iperó, uma mulher de 35 anos precisou ser levada para o hospital após ser agredida pelo namorado, que foi detido.

A vítima teve a clavícula quebrada e o rosto machucado e, por conta das dores, só conseguiu falar horas depois.

O motivo da agressão, segundo a mulher, teria sido por conta de uma suposta gravidez, que gerou uma discussão entre eles. O agressor foi localizado no Jardim Maria Antônia Prado, em Sorocaba, cidade vizinha a Iperó.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo