Anúncio
Anúncio

Um homem de 24 anos não gostou nada de ter sido despertado pela esposa, que o acordou para que ele saísse para procurar emprego. Revoltado, o rapaz desferiu vários chutes e socos contra a Mulher, que estava com o filho mais novo no colo e ainda lhe deu uma facada [VIDEO]. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (9), no bairro Vila Martins, em Itu, na região metropolitana de Sorocaba, no interior de São Paulo. A vítima foi encaminhada ao hospital e precisou levar cinco pontos na cabeça.

O caso aconteceu por volta das 6h30, quando sua companheira, de 25 anos e cujo nome não foi revelado pelas autoridades, acordou Wallace Martins para que ele saísse atrás de trabalho.

Advertisement

A ideia não agradou muito ao dorminhoco que, revoltado por ter sido despertado, passou a desferir socos e pontapés na companheira.

Após as primeiras agressões o homem foi tomar banho, mas ao voltar continuou agredindo a companheira com socos na costela [VIDEO]e na cabeça e nem mesmo o fato dela estar com o filho de dois anos no colo o impediu de pegar uma faca de cozinha e desferir um golpe na cabeça da vítima. A criança não se feriu. Outro filho do casal, de apenas um mês, também estava no local.

Depois de cometer as agressões o homem fugiu do local e a mulher foi socorrida por uma amiga, que a encaminhou para o hospital, onde recebeu atendimento. Além do corte na cabeça, a mulher teve ainda escoriações pelo corpo. Após realizar patrulhamento, a Polícia localizou o agressor e levou para a delegacia, onde ficou à disposição da Justiça.

Advertisement

Já tinha sido detido outras vezes

Acusado de esfaquear a esposa após ela tê-lo acordado para que procurasse emprego, Wallace Martins, de 24 anos, já havia sido detido outras duas vezes por agredir a companheira, segundo informações passadas pela Polícia Militar. O acusado passou nesta quinta-feira (10), por audiência de custódia e teve sua prisão em flagrante convertida para preventiva.

Botão do Pânico ajuda combater violência

Um aplicativo de celular destinado às mulheres que estão sob a garantia da medida protetiva concedida a vítimas de agressão doméstica, chamado de “Botão do Pânico”, ajudou a prender somente neste ano quatro pessoas em Sorocaba. O caso mais recente ocorreu nesta quarta-feira (9), quando através da localização por GPS, a polícia conseguiu encontrar o ex-marido da mulher que acionou o botão no quarto da vítima. Ele foi detido por descumprimento da medida protetiva judicial e encaminhado ao plantão policial, onde ficou à disposição da Justiça.