As imagens impactantes de câmeras de segurança da Vale, divulgadas com exclusividade pela TV Globo, na sexta-feira, 1, mostraram a força de um mar de lama devastando tudo pela frente, e a agonia de funcionários da mineradora que tentavam fugir da destruição, mas foram pegos em cheio pela onda de rejeitos.

Apesar do elevado saldo de mortos, a TV Globo divulgou um vídeo com o depoimento de Sebastião Gomes, um dos sobreviventes da tragédia. No momento da explosão, o motorista de um caminhão gritou para que ele entrasse em uma picape branca que tinha outro funcionário tentando fugir.

Publicidade
Publicidade

O outro funcionário da Vale é Elias de Jesus. Os dois tentaram fugir, mas uma locomotiva chegava naquele momento cercando o local e fazendo-os serem engolidos pela lama. Milagrosamente, o veículo em que eles estavam bateu contra a locomotiva de minérios, que entrou embaixo do carro, deixando-os acima da lama. Eles tentaram pedir ajuda pelo rádio do veículo, mas todas as linhas estavam congestionadas.

Elias e Sebastião saíram do carro e começaram a usar as mãos e pedaços de um trator para ajudar a cavar e salvar colegas que estavam vivos na lama.

Sebastião e Elias sobreviveram a explosão da barragem de Brumadinho (Foto: TV Globo/Montagem Guti Muszynski)
Sebastião e Elias sobreviveram a explosão da barragem de Brumadinho (Foto: TV Globo/Montagem Guti Muszynski)

Sebastião ligou para a filha pedindo ajuda e lhe passou sua localização. Instantes depois uma funcionária da Vale ligou em seu celular e foi informada que haviam feridos no local. Segundo Sebastião, pouco depois do telefonema, os bombeiros chegaram e resgataram os sobreviventes. Foram quase 200 pessoas resgatadas com vida, entre moradores que ficaram ilhados e funcionários da Vale.

Tanto Sebastião, quanto Elias, tiveram poucos ferimentos decorrentes do acidente, mas a maior ferida que eles estão enfrentando é o choque emocional de se ver diante daquela tragédia, perdendo tantos colegas ao mesmo tempo.

Publicidade

Esse ferimento, entretanto, não se sabe quando eles poderão curar, mas o consolo de seus familiares é que eles conseguiram sobreviver.

Não há informações sobre o motorista do caminhão que alertou Sebastião para que entrasse na picape de Elias para fugir. Ainda há mais de 200 pessoas desaparecidas na tragédia, o que inclui funcionários da Vale e terceirizados, hóspedes e funcionários da pousada destruída pela lama e moradores das proximidades do local do acidente que tiveram suas casas atingidas pela lama, o que inclui famílias inteiras, com bebês, crianças, adolescentes e idosos.

Sobrevivente conta luta para ficar viva

Paloma Prates da Cunha é outra sobrevivente da tragédia de Brumadinho. Ela e sua família foram arrastadas pela lama. Ela foi resgatada, mas seu bebê de um ano e meio, seu marido de 26 anos e sua irmã de 13 anos foram carregados pela lama. O bebê e a irmã estão desaparecidos, enquanto o corpo do marido já foi localizado e identificado.

Ela ficou 4 dias internada e tem ossos do peito e do nariz quebrados. Mas a dor maior é a da perda.

Publicidade

Paloma tem esperança que o filho e a irmã seja encontrados e pede em entrevista à TV Globo que quem souber deles entre em contato. A sobrevivente conta que quando ouviu o barulho não teve tempo de nada e já se viu na lama. Sem forças, ela determinou que seria salva por Deus e um funcionário da Vale que trabalhava nos trilhos jogou uma corda para ajudá-la.

Paloma não sabe o nome desse funcionário, mas quer muito poder encontrá-lo para agradecê-lo.

Publicidade

Ela ainda salienta que a Vale só a contatou para oferecer alimentação, moradia, ajuda psicológica e a indenização de R$ 100 mil depois que ela apareceu em uma entrevista para o Mais Você, de Ana Maria Braga, mas que seu pai, que perdeu a filha de 13 anos, não foi contatado até hoje.

Leia tudo e assista ao vídeo