Anúncio
Anúncio

Recentemente o relato de uma estudante de Recursos Humanos serviu de alerta para todos que pretendem fixar uma joia no corpo. Layane Dias, de 21 anos, contraiu uma grave infecção e teve parte do corpo paralisado após a fixação de um piercing no nariz.

Tudo teve início em julho do ano passado. Na época com 20 anos, Layane vivia uma fase muito boa da vida, tinha acabado de conquistar um estágio e para comemorar planejava uma viajem com a família.

Mas tudo mudou depois que a jovem começou a sentir fortes dores pelo corpo e teve que recorrer a medicamentos para poder trabalhar. Mesmo com a ajuda dos remédios, as dores da jovem continuavam piorando, até que, já sem forças, Layane teve que abandonar o estágio.

Anúncio

Em relato à BBC News Brasil, Layane afirma que poucas semanas depois começou a perder os movimentos da perna e em seguida parte de seu corpo também ficou paralisado.

Layane já havia perfurado o nariz anteriormente

A jovem, que sempre se considerou vaidosa, já tinha perfurado o nariz anteriormente, mas sempre utilizou a joia no lado direito nasal e apenas no ano passado decidiu mudar e realizar uma nova perfuração, desta vez do lado esquerdo. Segundo o relato da jovem foi a primeira vez que seu nariz sangrou durante o procedimento de colocação da joia.

Poucos dias depois, no começo de julho, Layane sentiu uma bola vermelha na ponta do nariz, mas realizou o tratamento em casa mesmo, já que pensava se tratar apenas de uma espinha.

Anúncio

Diagnóstico

Layane foi então diagnosticada com a bactéria Staphylococcus aureus, que causa diferentes mazelas após atingir a corrente sanguínea.

Após a confirmação da bactéria, o neurocirurgião pergunta à Layane se ela teria tido uma espinha no nariz ou algo parecido, já que esse tipo de bactéria é normalmente contraído pelas fossas nasais. Foi quando Layane informou que no mês anterior teria feito uma perfuração no nariz para a colocação de um piercing.

Segundo a jovem, após revelar isso ao médico ele disse que “o piercing foi à entrada da bactéria em seu corpo”.

Por dois meses Layane permaneceu internada, onde recebeu a notícia de que ficaria paraplégica, mas segundo especialistas ainda há a possibilidade da moça recuperar os movimentos das pernas, mas o caso ainda é muito prematuro para se ter certeza de tal hipótese.

Anúncio

Hoje a estudante realiza sessões de fisioterapia e é acompanhada por uma psicóloga.

O relato da jovem viralizou nas redes sociais e em poucos dias Layane ganhou mais de 20 mil seguidores.