O acidente do helicóptero que vitimou Ricardo Boechat e o piloto da aeronave aconteceu na última segunda-feira (11), por volta de meio-dia. Segundo a mulher do jornalista, Veruska, ele deu uma palestra em Campinas e estava voltando para São Paulo, para almoçar em casa. O helicóptero em que Boechat estava perdeu altitude e tentou fazer um pouso forçado na rodovia Anhanguera, mas colidiu com um caminhão, pegou fogo e os dois ocupantes não resistiram.

Até então, a melhor descrição sobre o acidente vinha de uma testemunha que relatou os momentos antes e após a queda do helicóptero.

Publicidade

Leiliane Rafael da Silva, de 28 anos, estava trafegando com seu marido de moto e conseguiu ver o helicóptero caindo. Ela conta que notou um comportamento anormal da aeronave que foi caindo e ainda chegou a ver Boechat pulando do helicóptero antes da colisão com o caminhão. Após isto, houve a colisão, a aeronave pegou fogo e caiu sobre o jornalista. Ela relata que ele ainda acenou, supostamente pedindo ajuda, mas uma segunda explosão na aeronave que ficou sobre ele provavelmente foi fatal.

Liliane ainda queria ir até o fogo para salvar o homem, que até então ela não sabia se tratar de Boechat, mas foi impedida por funcionários da Autoban, concessionária que administra a via.

Caso ela tivesse tentado salvar, ela poderia ser a terceira vítima fatal do acidente.

Entretanto, um novo vídeo de uma câmera de segurança da rodovia Anhanguera revelou cenas da aeronave caindo até momentos antes da colisão. Pelo ângulo da câmera, não é possível ver a colisão nem a explosão, mas é possível ver a aeronave rumando em direção ao caminhão.

Vídeo mostra aeronave de Boechat caindo

O vídeo, que foi divulgado pela Globo e reproduzido pelo site de notícias OCP News, foi fornecido pela Polícia Civil e mostra a aeronave perdendo força e caindo de forma acelerada.

Publicidade

O veículo aéreo ainda passa entre dois viadutos do Rodoanel Mário Covas e na sequência, dado o ângulo da câmera, não é possível ver a colisão, mas sabe-se que segundos depois a aeronave colidiu com uma carreta, explodiu e vitimou os dois ocupantes. O vídeo pode ser visto ao final do artigo.

O delegado do caso, Luiz Hellmeister, chegou a antecipar que se trata realmente de uma "fatalidade".

Ricardo Boechat era jornalista da Band, apresentava o "Jornal da Band", também tinha um programa de rádio na BandNews FM e uma coluna na revista IstoÉ.

Ele era casado e deixa seis filhos. Já o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, segunda vítima do acidente, deixa mulher e dois filhos.

Veja as imagens da aeronave perdendo força e caindo na rodovia Anhanguera.