O jovem Felipe Chrysman é um dos treze jogadores da base do Flamengo que conseguiram se salvar ilesos da maior tragédia do clube carioca em 123 anos de existência. O garoto falou para o 'Esporte Espetacular' sobre o que viu, na fatídica madrugada de sexta (8), no Ninho do Urubu, onde mais de 20 jovens dormiam em um alojamento de contêineres.

Apesar de sair ileso fisicamente, o jovem de apenas 15 anos sofreu um abalo psicológico que ainda deve demorar para se recuperar.

Publicidade
Publicidade

Tudo porque 10 colegas de clube, incluindo alguns amigos mais próximos morreram na tragédia. Felipe era conhecido entre os jogadores de sua categoria como Felipão e revela que foi o primeiro a acordar com um cheiro muito forte de fumaça. No momento haviam 26 jovens no local e a perícia acredita que o fogo tenha se iniciado, exatamente onde estava o garoto. Testemunhas revelaram que há uma possibilidade forte do incêndio ter começado no ar condicionado do quarto onde Felipão estava. No mesmo quarto estavam outros dois sobreviventes: Felipe Cardoso e Jean Sales.

Publicidade

Jovem conta sobre os momentos de horror no alojamento do CT do Flamengo

Ao programa de esportes da Globo, o jovem relatou os momentos tensos que viveu no alojamento. Ele disse que foi o primeiro a acordar, após sentir o cheiro de fumaça em seu nariz e uma sensação térmica alta no rosto, além de muito calor no corpo, diferente de quando foram dormir, que o ar condicionado havia gelado o local. O teto já estava preto e o ar condicionado estava derretendo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Curiosidades

Ele ainda tentou buscar água no bebedouro para tentar apagar o fogo, mas viu que seria inútil. Ele e Jean Sales, que dormia no mesmo quarto, são os dois que aparecem no vídeo divulgado pela rede Globo, saindo primeiro do contêiner. Felipão foi buscar ajuda de um monitor. Ao voltar com a ajuda, percebeu que o local já ardia em chamas. "O contêiner já estava igual cena de terror, não gosto nem de lembrar.", contou o jovem na reportagem.

Logo depois ele diz que o ar explodiu (o que pode ser visto nas imagens). Alguns meninos ainda conseguiram sair com vida do local. Logo depois o Corpo de Bombeiros chegou e os profissionais chegaram a pedir para que ele se afastasse do local. Entretanto Felipe diz que não queria se afastar pois acreditava que ele ainda conseguiria salvar amigos lá de dentro.

Ainda bem abalado com a situação, o jovem de 15 anos relembrou a alegria nos treinos e disse que não vai se esquecer de seus amigos.

Publicidade

Ele finalizou dizendo que vai realizar seu sonho e que não é só por ele, ou por sua família. Ele vai continuar para realizar o sonho de seus amigos.

'(...) pelos amigos que se foram, cujos sonhos foram interrompidos.', finalizou.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo