Lúcio Yanel é músico e casado há 25 anos com Sueli de Fátima Teixeira, que foi diagnosticada com Alzheimer há 10 anos e enfrenta a fase mais grave da doença. Através da serenata, Lúcio descobriu que consegue fazer a esposa parar de chorar e durante esse momento ainda faz contato com seu "olhar perdido".

O artista afirma que a Mulher tem vivido em um mundo distante, como é o mundo característico dos portadores da doença em estágio avançado. Para aproximar-se dela, ele canta, o choro cessa e ela fica calma.

Publicidade

Yanel afirma à BBC News Brasil que a mulher já não come mais sozinha e não consegue mais falar e andar.

Apesar de discreto em relação à amada, o violinista publicou em seu Instagram uma fotografia em que aparece cantando para acalmá-la, com o seguinte texto: "Já faz alguns anos, que o maldito Alzheimer, vai me roubando a minha amada companheira. E para que me sinta ao seu lado, minhas serenatas diárias. Ela é Sueli de Fátima, amada companheira, tu é o meu melhor público".

A imagem viralizou no Facebook e já conta com mais de 64 mil compartilhamentos, 54 mil reações e mais de 500 comentários.

A reação de quem vê a foto e o texto escrito é a de emoção. Nos comentários há muitos internautas se emocionando e parabenizando o músico pelo gesto de amor.

Ele lamenta o estado da esposa e se diz cansado de aparentar alegria e não poder contribuir em mais nada para o sofrimento diário da esposa.

O amor de Lúcio Yanel e Sueli de Fátima

O músico é argentino, mas vive no Brasil há mais de 40 anos. Foi aqui, no início dos anos 90, que conheceu Sueli. Na época em que se viram pela primeira vez, ele era viúvo e ela trabalhava como chef de cozinha, numa casa de show onde se apresentou em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Publicidade

De acordo com o músico, ele se encantou pela chef logo que a viu.Com o amor correspondido, logo ele e Sueli foram morar juntos com os filhos de ambos, ele com cinco filhos e ela com três. Um ano após o encontro, tiveram um filho juntos.

Lúcio diz que era através da comida que ela aproximava toda a família e também foi a comida que fez com que percebessem os primeiro sinais da doença. Isso porque Sueli havia começado a esquecer as receitas. Depois vieram as mudanças de humor, a procura por ajuda médica e o diagnóstico do quadro de Alzheimer.

Lúcio que já tocou com pessoas famosas do meio musical, como Mercedez Sosa e Astor Piazzola, abandonou a carreira para cuidar da esposa, foi quando descobriu que a música era o melhor canal de comunicação com a mulher no estado em que se encontrava. A música, de acordo com ele, tem sido o melhor remédio durante o avanço da doença.