Durante a semana passada, a notícia de que Elaine Caparroz havia sido espancada em seu apartamento durante um encontro com um rapaz que conheceu na internet ganhou os noticiários. A paisagista, que é mãe do lutador Rayron Gracie, teria passado cerca de quatro horas sendo espancada por Vinícius Batista Serra e precisou ser hospitalizada após lesões graves pelo corpo. Depois de receber alta do hospital, Elaine conversou com o "Fantástico", da Rede Globo, no último domingo (24), e detalhou como teria sido o encontro com o agressor, além de tornar pública as conversas trocadas com Vinícius antes de convidá-lo para seu aparamento.

Os primeiros contatos entre vítima e agressor

Ainda se recuperando de lesões sofridas por todo corpo, Elaine Caparroz concedeu entrevista ao "Fantástico" onde narrou desde o momento em que conheceu o agressor através das redes sociais, até o primeiro encontro que acabou culminando em horas de pânico em seu apartamento no Rio de Janeiro.

Questionada sobre como teria conhecido Vinícius, Elaine relembrou que havia posado em uma foto ao lado do filho, que divulgou o registro em suas redes sociais. A partir daí, a paisagista teria começado a receber diversas solicitações de amizades virtuais, entre elas a do seu agressor.

Após se tornar amiga na internet de Vinícius, a paisagista começou uma relação mais intensa com o rapaz através das redes sociais, e os dois chegaram a trocar mensagens por volta de 8 meses.

Em algumas delas exibida pelo "Fantástico", Serra chegou a desmarcar um encontro que ambos teriam combinado em um local público e teria se oferecido para, em outra ocasião, ir até o apartamento de Elaine.

Com uma certa intimidade conquistada através da internet entre vítima e agressor, Elaine acabou aceitando a ideia de Vinicius, e após um telefonema teria marcado o primeiro encontro com o rapaz em seu apartamento, no Rio de Janeiro.

Vinícius, que se mostrava uma boa pessoa, teria deixado Elaine duvidosa quanto ao seu caráter logo no primeiro encontro, conforme a mesma relatou.

Elaine afirmou estar certa de que agressor pretendia matá-la

Ao chegar no apartamento da vítima, o rapaz, que deu um nome falso na portaria, após algum tempo de conversa sugeriu um filme de terror e ainda comentou sobre um suposto caso de um amigo que queria se vingar de uma pessoa e pensava em matá-la.

Elaine contou que se assustou com o relato do rapaz e logo em seguida teria começado a se sentir "zonza", como se tivesse perdendo os sentidos.

Elaine Caparroz afirmou ao "Fantástico" que acredita ter sido dopada por Vinícius, que teria sugerido que os dois dormissem juntos. A paisagista teria concordado com a ideia, e em dado momento da noite, acabou acordando com o agressor sobre seu corpo lhe desferindo diversos golpes.

A mãe de Rayron Gracie ainda contou que Vinícius tentou lhe enforcar, mas teria conseguido se desvencilhar de um mata-leão ao cruzar os braços diante de seu pescoço. Elaine relatou que teria passado cerca de quatro horas sofrendo o espancamento, além de ter recebido diversas mordidas pelo corpo. A vítima disse que gritou por socorro, mas que a ajuda demorou a chegar.

Questionada sobre qual teria sido o motivo para se tornar "alvo" de Vinícius, Elaine contou que pode se tratar de algum tipo de vingança, que ela mesmo desconhece. E esclareceu que faz questão de descobrir qual a peça estaria faltando nesse quebra-cabeça, mas com plena convicção de que a intenção de Vinícius seria matá-la. Eu tenho certeza absoluta de que ele queria me matar", disse ao "Fantástico".

A paisagista falou ainda sobre seu estado atual e lamentou: “Eu levo susto todos os dias, todos os dias quando eu me olho no espelho”, falou ao Fantástico. Vinícius segue detido.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!