O cirurgião do hospital onde está internada a empresária Elaine Caparroz, de 55 anos, afirmou que a reconstrução facial da mulher levará seis meses para ser concluído, segundo informações publicadas no jornal Extra.

De acordo com Ricardo Cavalcanti Ribeiro, como houve múltiplas fraturas na face da empresária, o processo de cirurgias será dividido em dois, sendo que o primeiro passo será focar na reconstrução dos ossos e o segundo nas correções estéticas.

Ainda segundo o médico, em casos de fraturas desse tipo é preciso esperar até que ocorra a cicatrização das lesões e os tecidos fiquem todos maturados para depois iniciar o tratamento.

De acordo com Ribeiro, as lesões terão que ser avaliadas daqui a alguns meses para ter a certeza sobre quais procedimentos precisarão ser realizados.

Empresária teve o rosto desfigurado durante o primeiro encontro

A empresária Elaine Caparroz ficou 4 horas sofrendo agressões durante o primeiro encontro com um advogado que conheceu na internet. O suspeito de agredir a empresária é Vinícius Batista Serra, de 27 anos. Elaine e o rapaz trocavam mensagens há oito meses. O encontro foi marcado pela própria empresária, que convidou Vínicius no último sábado (16) para jantar em seu apartamento, localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

O suspeito foi preso em flagrante, depois que vizinhos ouviram pedidos de socorro e chamaram a Polícia.

A vítima está internada em estado grave na UTI do Hospital Casa Portugal, devido às múltiplas fraturas em seu rosto.

Segundo Rogério Peres Caparroz, irmão da vítima, Elaine sofreu fraturas graves, além de trauma no pulmão e nos rins, mas felizmente o diagnóstico de um edema cerebral foi descartado pelos médicos. Ainda segundo relatos de Rogério, toda vez que olha não consegue reconhecer Elaine, dizendo que a irmã ficou com o rosto todo desfigurado.

Elaine conta tudo que aconteceu durante o encontro com o advogado

A empresária relatou a seu irmão detalhes de tudo que aconteceu na noite daquele sábado. Segundo Rogério, a irmã se sentiu à vontade em realizar o encontro em seu apartamento pelo fato de conversar havia um bom tempo com o advogado, e terem amigos em comum nas redes sociais. Como foi ficando tarde, Vínicius teria pedido a Elaine se podia dormir em seu apartamento, e, carente por estar há um ano sem ninguém, a empresária aceitou, achando ser sua chance de estar com alguém legal ao seu lado.

Os dois então teriam ido dormir, mas durante a madrugada Elaine diz ter acordado já sendo agredida por Vínicius.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Saúde
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!