Vinícius Batista Serra foi preso em flagrante no Rio de Janeiro suspeito de espancar a paisagista Elaine Peres Caparroz. A Mulher de 55 anos conheceu o homem de 27 pela internet e o convidou para dormir em sua casa, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. Segundo relato da própria vítima, que ficou desfigurada, ela chamou o suspeito para dormir em sua casa e no meio da madrugada acordou sendo espancada. A vítima precisará de cirurgias no rosto, pois segundo o irmão teve o maxilar e ao menos um dente quebrados. Ela não consegue abrir os olhos, por conta dos inchaços, e fala com muita dificuldade.

Ela conta que sofreu uma sessão de tortura por cerca de quatro horas.

Segundo os relatos obtidos pelo "Fantástico", da Rede Globo, vizinhos ouviram gritos de socorro na madrugada e acionaram o porteiro que, por sua vez, acionou o socorro. Assim que a PM chegou ao local, era possível ver a vítima desacordada em seu próprio apartamento.

Entretanto, segundo o jornal O Globo, o homem que é suspeito do crime já tinha histórico de violência dentro da própria família. Em 8 de fevereiro de 2016, Zacarias Batista de Lima, que é pai do suspeito, denunciou o próprio filho por agredir o irmão, Diego. O detalhe é que o jovem agredido é deficiente.

Pai já havia denunciado o filho por agressão

Vinícius, segundo o próprio pai, foi acusado de agredir durante a madrugada seu irmão.

O pai conta que acordou com os gritos da vítima e quando chegou no quarto, viu o filho aplicando goles de jiu-jitsu no próprio irmão. Ao tentar tirar o filho de cima de outro filho deficiente, o pai também levou um golpe no rosto. A briga teria sido motivada pela suspeita de Vinícius que o irmão tivesse roubado-lhe uma quantia em dinheiro.

Tempos depois, o pai acabou retirando a acusação contra o filho.

Crime de tentativa de feminicídio

O irmão da vítima, Rogério Peres, revelou que Vinícius ameaçou outros funcionários do condomínio onde morava Elaine. Ele disse que se alguém entrasse no local, as pessoas veriam o que ia acontecer.

Ainda conforme relatou a vítima, ela teria sofrido agressões de 1h da manhã do sábado até quase 5h30. Dentre os golpes sofridos pela mulher, socos e até um mata-leão que a desfiguraram.

Ela foi levada a um hospital público da Barra, mas logo depois foi para a Casa de Portugal, onde permanece internada. Ela levou cerca de 40 pontos na boca, teve o nariz quebrado e perdeu ao menos um dente.

Para a Polícia, Vinícius disse que tomou um vinho com Elaine e logo depois entrou em surto e assumiu que agrediu a mulher. Segundo o delegado do caso, por conta da contundência da agressão, Vinícius será indiciado por tentativa de feminicídio.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!