Nesta quinta-feira (14), um adolescente de 16 anos esfaqueou um colega de Escola durante um desentendimento ocorrido no Ciep Brigadeiro Sérgio Carvalho, no bairro de Campo Grande, zona oeste do Rio de Janeiro.

A agressão foi confirmada por funcionários da instituição de ensino e também por agentes do Corpo de Bombeiros que atenderam o chamado.

Polícia relata briga entre estudantes

De acordo com informações cedidas pela 35ª DP, por volta das 13h20 de quinta-feira (14), uma briga entre estudantes do ensino médio resultou no esfaqueamento de um adolescente de 15 anos dentro da instituição de ensino estadual.

O estudante foi esfaqueado em um dos braços durante um desentendimento e foi levado ao Hospital Rocha Faria, onde levou pontos e foi liberado.

Ainda segundo a Polícia, o estudante que foi atingido, após deixar a unidade hospitalar onde foi atendido, foi conduzido à 35ª DP (Campo Grande) para ser ouvido e prestar depoimento sobre o que teria acontecido e motivado a ação do colega de escola.

De acordo com o delegado que se segue investigando o caso, o adolescente que portava a arma branca e esfaqueou o estudante durante a briga sofre de problemas psicológicos.

Outros feridos

Segundo uma funcionária do Ciep, outros dois estudantes ficaram feridos durante a confusão. Os ferimentos seriam derivados do pânico que tomou conta do local após o esfaqueamento de um dos alunos.

Por conta da agressão, as aulas foram suspensas no colégio estadual.

Massacre em Suzano

Após o episódio do esfaqueamento de um adolescente em uma escola estadual de Campo Grande, alguns internautas se dirigiram até as redes sociais para relembrar o caso ocorrido nesta última quarta-feira (13) na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, onde dois jovens mataram sete pessoas, entre elas cinco estudantes e duas funcionárias.

O caso, que teve comoção nacional e ganhou repercussão internacional, segue sendo investigado pelos agentes da Polícia Civil de Suzano, que neste último dia (15) solicitou a apreensão de um adolescente, que supostamente estaria envolvido no planejamento do massacre que, além das sete vítimas, culminou com a morte de Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25 anos, identificados como os autores do crime.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Escola
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!