Danielle Valle, de 35 anos, aluna da Universidade Federal do Pará (UFPA) teve concedida sua colação de grau no curso de pedagogia do Plano de Formação de Professores (Parfor) em sua própria residência, no último sábado (23), em Soure, localizada na ilha de Marajó.

A aluna, que se encontra com uma gravidez de risco, acabou passando mal instantes antes que a cerimônia de colação de grau ocorresse, onde ela também seria juramentista de sua turma. De forma que a aluna não ficasse sem o seu diploma, sua professora Sônia Amaral, que estaria representando o reitor da universidade no momento, decidiu ir até a casa de Danielle, onde foi realizada a cerimônia de forma particular.

A formanda se mostrou grata pela sensibilidade e humanidade da professora com a sua situação. Sem isso, ela não sabe quando poderia ir até a universidade para retirar o seu diploma, visto que está previsto para que ela tenha o bebê no mês de maio.

Aluna abria mão das férias para poder estudar

A aluna, que é residente no município de Soure, realizou o seu curso através do Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor), que é oferecido em sua cidade. Ela relatou que durante todos os anos de curso abriu mão de férias para que pudesse estudar e que sonhava com o dia de sua formatura.

Ela, que já é mãe de dois meninos e está grávida de seis meses, encontrava-se em Belém por conselhos médicos. Com a gravidez de risco, Danielle corre risco de perder o bebê devido a oscilações em sua pressão, que pode cair ou subir sempre de forma inesperada.

Devido a sua formatura, o médico liberou a estudante para retornar à sua cidade para fazer parte da celebração. A professora de Danielle que realizou a cerimônia, Sônia Amaral, relatou que a aluna estaria fazendo as unhas quando se sentiu mal e ligou para ela chorando falando que não poderia mais ir.

Ela conta que ao terminar a cerimônia dos outros alunos pegaram os documentos necessários e foram até a casa da aluna.

A aluna vestiu a beca, fez o juramento e a professora realizou a leitura do texto. Por fim, ela recebeu o anel de seu marido e assinou a ata.

Em casos específicos é permitido colar grau fora da Universidade

Conforme a professora relatou, em casos específicos é permitido que se realize a cerimônia fora da universidade. Caso a aluna não tivesse recebido o diploma na data de sua formatura, ela teria que passar por um novo mecanismo burocrático, o que ela só poderia realizar após o nascimento do bebê.

Siga a página Maternidade
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!