O treinador Bernardinho causou polêmica durante uma partida de vôlei nesta terça-feira (27). O técnico comanda o time feminino do Sesc-RJ, que disputava uma partida contra o time feminino do Sesi-Bauru na Superliga de Vôlei. A partida valia as quartas de final. O time do ex-técnico da seleção brasileira perdeu de 3 a 1 para o time da jogadora Tiffany, que é transexual.

Em uma das jogadas de Tiffany, Bernardinho ficou irritado e disparou “um homem, é fo...”, direcionado para o banco de reservas do seu time.

O treinador foi flagrado por uma das câmeras da partida e foi duramente criticado nas redes sociais.

Um perfil do Instagram chamado “Angels Volley Brazil” publicou nota repudiando a atitude de Bernardinho. A equipe LGBT, que já conta com mais de onze anos de existência, avisou logo que “transfóbicos e homofóbicos” não passariam impunes e seriam desmascarados pela página. Segundo a publicação, poderia ser até o “papa do vôlei”. A página ainda parabenizou o time paulista e destacou que as jogadoras ganharam sem vantagem alguma e somente por merecimento.

Esta foi a primeira vez que o time carioca ficou de fora das semifinais. A equipe conta com vinte e dois anos de existência e nos últimos anos colecionou catorze vitórias consecutivas.

Devido à polêmica, Bernardinho precisou se desculpar, nesta quarta-feira, pelo comentário. O treinador disse que se referiu ao "gesto técnico" da jogada de Tiffany e ao seu "controle físico". Ele ainda esclareceu que sempre trabalhou com todos os jogadores sem preconceito algum.

A atleta trans fez um vídeo ao vivo em seu Instagram nesta quinta-feira para se manifestar sobre o ocorrido.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
ESports

Segundo Tiffany, o técnico carioca não falou “nada demais” com ela. A atleta relembrou que, em uma outra partida, um treinador disse para não sacarem na jogadora, pois ela ainda tinha um “toque masculino”, mas ninguém teria feito polêmica como está ocorrendo agora. A atleta ainda classificou a mídia como "injusta".

Tiffany ainda fez questão de destacar que está tudo bem entre ela e Bernardinho e que a mídia não conseguirá criar qualquer intriga entre eles.

Tiffany respondeu à ex-jogadora Ana Paula

Outra envolvida na polêmica foi a ex-jogadora Ana Paula.

Tifanny aproveitou a ocasião e detonou a atleta. A jogadora do Sesi Bauru destacou que nem no Brasil Ana Paula reside e que ela deveria procurar problemas com as atletas trans dos Estados Unidos. A atleta trans ainda disse que não implorou para ser aceita na Superliga Feminina, mas que já existia uma lei para esse tipo de situação. Tiffany mandou um beijou e avisou que, para ela, Ana Paula nem existe e continuará não existindo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo