Duas pessoas foram baleadas e morreram após confusão envolvendo grupos fantasiados de “bate-bolas”, na zona norte do Rio de Janeiro. Outras quatro ficaram feridas na confusão que ocorreu na noite deste domingo (3).

A ocorrência aconteceu próximo à estação de trem do bairro de Marechal Hermes. Houve trocas de tiros entre grupos rivais. Ainda não se sabe de quem partiram os disparos.

Uma testemunha, que preferiu não se identificar, disse que um grupo de bate-bolas chamado de "Cobras" passou a atirar contra outro conhecido como "Camélias".

Outra testemunha relatou que havia bandidos entre os integrantes de bate-bolas. Segundo informações passadas pela Polícia militar, os grupos começaram a brigar, quando uma pessoa sacou uma arma e passou a atirar. Os feridos foram levados para o Hospital Estadual Carlos Chagas. “As pessoas não podem nem se divertir, que acontecem coisas como essa”, disse o familiar de uma pessoa ferida.

Tradição no Carnaval do Rio de Janeiro, os "bate-bolas" são grupos que saem nas ruas fantasiados com uma roupa que cobre todo o corpo e o rosto, lembrando palhaços mascarados.

Eles usam uma bola de ar que, quando batidas com violência contra o chão, fazem um grande barulho e assustam quem está passado.

Todos os anos são registradas confusões envolvendo grupos rivais e muitos bandidos aproveitam o fato de estarem mascarados para cometerem crimes e até mesmo arrastões durante os dias de folia.

Carro invade festa e atropela várias pessoas

Em outro caso de violência no Rio de Janeiro, registrado no bairro de Rocha Miranda, um motorista invadiu um espaço onde estava sendo realizada uma festa de carnaval, na rua Veríssimo Machado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

O homem acabou atropelado várias pessoas, deixando pelo menos cinco feridas, incluindo um bebê de 11 meses. O motorista foi retirado do veículo, linchado pela população e ficou bastante ferido. O atropelador, identificado como Marcelo Raimundo dos Santos, de 42 anos, estava alcoolizado e foi preso em flagrante. Agora ele pode responder por tentativa de homicídio. Seu carro ficou todo destruído tamanha a força do impacto dos atropelamentos.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o instante exato em que o carro invadiu o bloco de rua e começou a atropelar as pessoas, inclusive com algumas delas caídas no chão. A criança de apenas 11 meses de idade está internada em estado grave em um hospital particular.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo