A Polícia investiga a participação de um terceiro menor na elaboração do crime que vitimou 7 pessoas na Escola Estadual Professor Raul Brasil, no município de Suzano, na Grande SP. Até então, a polícia tinha como certa a participação de dois jovens, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, ambos executores e planejadores da chacina. Os dois foram os que entraram na escola armados e mataram cinco alunos e duas funcionárias.

Publicidade
Publicidade

Antes mesmo de entrarem no local, porém, Guilherme já havia dado três tiros no próprio tio, que acabou falecendo.

Com o avançar das investigações, o que se viu foi que o crime pode ter sido planejado há muito mais tempo, cerca de 1 ano e meio, e pode ter contado com a ajuda de um grupo extremista na internet. Informações preliminares apontam que Guilherme e Luiz faziam parte de um fórum virtual e chegaram a pegar dicas de como proceder com o massacre.

Terceiro suspeito é investigado (foto reprodução)
Terceiro suspeito é investigado (foto reprodução)

No mesmo grupo, o assassino de Realengo, por exemplo, é dado como herói. Um deles, inclusive, teria deixado uma carta de agradecimento e despedida ao administrador do fórum.

O nome de uma terceira pessoa que teria participado do planejamento da chacina já está sendo investigado pela polícia. Segundo a polícia, o mesmo jovem teria estudado na instituição de ensino e frequentou a mesma sala de aula de Taucci. "Houve a participação de um outro menor nessa trama, de planejamento", disse o delegado-geral da Polícia Civil, Ruy Ferraz Fontes.

Publicidade

Apesar da afirmação, a autoridade preferiu não dar maiores detalhes sobre a participação do menor, para que não haja prejuízo na investigação. Apesar de planejar, o jovem não teria participado de nenhuma ação no dia da chacina.

Motivação seria reconhecimento pessoal

Outra evolução nas investigação mostrou que há fortes indícios de que a motivação do crime tenha sido de caráter pessoal e em busca de reconhecimento da sociedade. Guilherme ainda teria sido o mentor do plano de massacre e foi ele quem definiu o local de ataque, sua ex-escola.

Os dois ainda teriam objetivo de agir como o atirador de Columbine, nos Estados Unidos, um dos massacres mais sangrentos em escolas.

Em Columbine, chacina que aconteceu em 1999, houve 12 alunos e um professor mortos. Lá também eram dois atiradores.

Cabe lembrar que a arma usada no crime desta quarta, um revólver 38, pode ter sido comprada com o dinheiro furtado da loja do tio morto. Os assassinos usaram, além da arma, uma besta, um arco e flecha e machados.

Publicidade

Também se sabe que Guilherme matou Luiz e depois se matou.

Leia tudo e assista ao vídeo